Crónica irregular: Recolher onde sobra | Região de Leiria

Crónica irregular: Recolher onde sobra

Adelino Simões, presidente do Banco Alimentar Contra a Fome Leiria-Fátima ba.leiriafatima@bancoalimentar.pt

Todas as iniciativas e gestos duma comunidade, pessoais ou coletivos, imbuídos de espírito humanista, solidário e de partilha, visam sempre a melhoria da mesma comunidade, valorizando a qualidade de vida dos seus membros, principalmente os mais fragilizados que, por qualquer fator, imprevisto ou não, se acham em situação difícil, carecidos da ajuda de terceiros. De uma das necessidades básicas dos indivíduos, a alimentação, surgem as maiores preocupações, despertando nas pessoas, não indiferentes ao flagelo da fome, a necessidade de partilhar bens e prestações pessoais em entidades vocacionadas para esta ajuda. Os Bancos Alimentares pretendem dar o seu contributo, de amenizar carências alimentares nas suas áreas de influência, apoiando-se na sua capacidade instalada e em inúmeras ajudas de toda a comunidade – voluntários, alimentos, donativos, equipamentos, materiais e serviços – e dentro do principio “recolher onde sobra para distribuir onde falta”, angariam e distribuem alimentos. O Banco Alimentar de Leiria-Fátima vai integrar a campanha nacional dos Bancos Alimentares, a realizar nos dias 1 e 2 de junho, recolhendo doações em 70 superfícies comerciais, com a ajuda de cerca de 1.500 voluntários e muitos outros apoios. Em fase de carências acrescidas, um bom resultado seria a melhor prenda neste nosso décimo aniversário.

(texto publicado a 30 de maio de 2013)

Deixe um comentário

IMP_SAL_BNR_300x250

Pergunta da Semana

A Bolsa de Contratação de Escola, criada pelo Ministério da Educação e Ciência, é a solução para o problema da colocação de professores que tem marcado o início do ano letivo?

Loading ... Loading ...

Escreva-nos

foxyform




Newsletter Powered By : XYZScripts.com