lpm-peugeot-3008-800x100
Caldas da Rainha ganha complexo único no país para arqueiros | Região de Leiria

Caldas da Rainha ganha complexo único no país para arqueiros

Longe da missão de tirar aos ricos para dar aos pobres mas com o mesmo empenho em garantir a pontuação máxima do alvo, tal como Robin Hood fazia, o Arco Clube das Caldas (ACC) prepara-se para “o assalto” final.

O clube de Caldas da Rainha, fundado em 1978, vai dar início ainda este ano ao novo complexo desportivo dedicado à modalidade. Será o primeiro campo de tiro com arco (tiro olímpico) do país munido de instalações de apoio.

tiro-con-arco“A existência de condições para o treino ao ar livre numa modalidade como o tiro com arco é fundamental para a melhoria dos resultados desportivos e naturalmente que, com a criação do Complexo de Tiro com Arco das Caldas da Rainha, a procura será maior”, explica Carlos Oliveira, presidente e treinador do ACC.

A infraestrutura ficará localizada no Bairro das Morenas, em Caldas da Rainha, num terreno de dois hectares, composto por um campo de 24 bastidores (idêntico ao tiro olímpico), percurso de treino 3D, hunter, field target e linha de benchrest de ar comprimido. Ali poderão ser realizadas provas nacionais, estágios de federações e ações de formação. O complexo, que se prevê que esteja concluído em maio do próximo ano, terá também um percurso field para arco e carabina.

Com quase quatro décadas de atividade e 51 praticantes - um terço nos escalões infantis e juvenis - a falta de espaço próprio para treinos sempre foi um problema na vida do ACC. A primeira “base” foi junto ao antigo matadouro municipal. “As condições eram mínimas mas a paixão era enorme”, refere Carlos Oliveira, com 57 anos e ligado ao clube desde a sua fundação.

Referência nacional

Novo complexo deverá estar concluído em 2017

Novo complexo deverá estar concluído em 2017

Considerados como uma referência nacional no trabalho desenvolvido com as camadas jovens, o Arco Clube das Caldas conta com vários títulos nacionais, ibéricos, europeus e mundiais no seu palmarés.

Um atleta que começa a ganhar destaque no ACC, e em Portugal, é Santiago Costa, de 13 anos, que este ano participou no Mundial, onde foi terceiro. No ano passado, foi convidado para participar no Europeu de Field Target, em Espanha, e é apontado como uma “mais-valia nacional na disciplina de tiro de Field Target”.

Nos últimos quatro anos, o clube tem registado um aumento de procura, resultado da presença online, da produção de filmes onde os arqueiros são os “heróis” e também pelo desempenho de atletas nacionais em competições olímpicas.

“O percurso destes 38 anos não foi fácil, mas os percursores da criação do clube sabiam-no, criar um clube exclusivo de tiro com arco mesmo numa cidade que já tinha algum peso a nível nacional, seria um sonho difícil de tornar realidade. Mas também tínhamos, e ainda temos, a convicção de que uma vida sem sonhos e paixão não vale a pena ser vivida. Com a perseverança de alguns fomos ganhando corpo, vencendo dificuldades e conseguimos chegar aqui muito mais fortes e respeitados pelos nossos pares”, conclui Carlos Oliveira.

Marina Guerra
marina.guerra@regiaodeleiria.pt

(artigo publicado na edição de 3 de novembro de 2016, atualizado para edição online)

Deixe um comentário

DDinis-MREC-14-03_curso-intensivo

Pergunta da Semana

Os pais que recusam vacinar as crianças devem ser responsabilizados criminalmente?

Loading ... Loading ...
Capa-Regiao-de-Leiria-edicao-4179-de-20-abril-2017.jpg
Twitter RSS

Escreva-nos

foxyform
Região de Leiria
Newsletter Powered By : XYZScripts.com