Leaderboard_turismo
Rexie e Quintas garantem segurança da ESECS | Região de Leiria

Rexie e Quintas garantem segurança da ESECS

Dois guardiões zelam pela segurança dos futuros “doutores” do país. São a Rexie e o Quintas, dois cães que fazem a vigilância da Escola Superior de Educação e Ciências Sociais (ESECS), do Instituto Politécnico de Leiria.

A Rexie, de 7 anos, veio da Associação Quatro Patas, na Lousã, enquanto o Quintas, de 10 anos, é oriundo do canil municipal de Lisboa. Os dois cumprem essencialmente a função de cães de guarda e, por isso, não estão numa relação tão próxima com o público. Em alguns casos, os visitantes do estabelecimento de ensino chegam a pensar que os animais podem mesmo morder, no entanto, não estão treinados para tal, embora na sua missão de defender as “paredes” da ESECS possam ter comportamentos que podem assustar quem invade o espaço, fora do horário normal de funcionamento.

Rexie tem 7 anos e foi adotada numa associação da Lousã

Rexie tem 7 anos e foi adotada numa associação da Lousã

Durante o dia, no período de funcionamento do campus, os dois cães estão num canil próprio, numa zona resguardada da escola. À noite são libertados e circulam livremente no exterior, auxiliando os vigilantes sempre que necessário.

“Os animais que têm o estatuto de cães de guarda, como é o caso dos nossos, não podem, por força da sua função, ter uma relação próxima com o público. Contudo isso jamais significará que não possam ser bem tratados, cuidados e estimados”, garante Isabel Romeiro, secretária de direção da ESECS e responsável pela alimentação, higiene e bem-estar dos animais.

“A ESECS tem, desde a sua fundação, cães com a finalidade de assegurarem a guarda das instalações, sendo este o objetivo da sua manutenção até hoje. Mas, apesar do principal objetivo da sua presença no campus ser esse, os nossos animais são muito bem cuidados e estimados, sendo também considerados praticamente como animais de estimação. Todos sabem que os animais são parte da nossa força de segurança e são por isso reconhecidos”, justifica Isabel Romeiro que regularmente também os leva a visitar o veterinário.

Quintas é um cão adotado no canil de Lisboa

Quintas é um cão adotado no canil de Lisboa

Os alunos, docentes e funcionários simpatizam com os patudos. Na ESECS além da dupla canina, existe ainda um cardume de peixes no lago artificial que existe no pagode chinês, “para os quais existe igualmente a preocupação de assegurar um habitat adequado”, garante Isabel Romeiro, “uma defensora dos direitos dos animais”.

Marina Guerra
marina.guerra@regiaodeleiria.pt

(Artigo publicado na edição de 10 de novembro de 2016)

Deixe um comentário

DDinis-MREC-14-03_curso-intensivo

Pergunta da Semana

O orçamento participativo de Leiria tem estado devidamente divulgado junto dos munícipes?

Loading ... Loading ...
Capa-Regiao-de-Leiria-edicao-4184-de-25-maio-2017.jpg
Twitter RSS

Escreva-nos

foxyform
Região de Leiria
Newsletter Powered By : XYZScripts.com