Leaderboard_turismo
Procuram-se dadores de medula óssea para ajudar a “Salvar a vida de Maria” | Região de Leiria

Procuram-se dadores de medula óssea para ajudar a “Salvar a vida de Maria”

Maria, natural de Santarém, tem apenas um ano e luta contra uma leucemia mielomonocítica juvenil,  doença que lhe foi diagnosticada no final de dezembro passado. O apelo para tentar encontrar um dador de medula óssea compatível estendeu-se rapidamente a todo o país, com várias campanhas solidárias a decorrer com vista à inscrição de potenciais dados no Registo Português de Dadores de Medula Óssea (CEDACE).

Maria tem uma leucemia e precisa de um transplante urgente

Maria tem uma leucemia e precisa de um transplante urgente

Em Leiria, o caso de Maria sensibilizou os empresários Susana Lemos e Eduardo Ferreira. Em pouco mais de uma semana desdobraram-se em contactos para tentar promover uma ação de inscrição de novos dadores, “não só para ajudar a Maria, mas todas as outras pessoas que precisam de um transplante de medula óssea” que lhes pode salvar a vida.

Ao REGIÃO DE LEIRIA, Susana Lemos refere que, não podendo ser dadora por motivos de saúde, esta foi a forma encontrada para poder ajudar. Para o efeito, precisa de conseguir pelo menos 40 inscrições para que o Centro de Histocompatibilidade do Centro mobilize uma unidade móvel para proceder ao registo de novos dadores.

Confirmadas estas 40 inscrições, a iniciativa poderá acontecer no próximo dia 12 (data a confirmar), junto à Escola Superior de Saúde de Leiria. Neste dia, decorrerá também uma colheita de sangue.

Os interessados podem obter mais informações ou inscrever-se pelo email s.marisa.samgy@gmail.com.

Entretanto, também o CENFIM, de Caldas da Rainha, se associou ao movimento “Salvar a vida de Maria” e organiza na próxima segunda-feira, dia 13, uma ação de angariação de potenciais dadores de medula óssea a partir das 15 horas.

Sensíveis a esta causa, várias personalidades, entre os quais o músico leiriense David Fonseca, manifestaram também a sua solidariedade lançando apelos na internet para a inscrição de novos dadores.

O que é preciso para se ser dador?
Ter entre 18 e 45 anos, um mínimo de 50kg e 1,50m de altura, ser saudável e nunca ter recebido uma transfusão de sangue desde 1980.

É preciso dar sangue?
Para se inscrever como dador basta preencher um inquérito (não esquecer o cartão do cidadão ou o bilhete de identidade) e submeter-se à colheita de uma amostra de sangue, como se fosse para a realização de análises clínicas. Não precisa de estar em jejum.

Até que idade se pode ser dador?
Uma vez registado, quem estiver inscrito no CEDACE pode ser chamado para salvar alguém até aos 55 anos de idade, em qualquer parte do mundo. Além da base nacional, os potenciais dadores ficam inscritos numa base mundial.

Como é feita a transplantação?
É feita como uma transfusão de sangue, com recurso a um tubo ou cateter colocado numa veia.

Qual a probabilidade de encontrar um dador compatível?
Cerca de 80% de todos os doentes têm, pelo menos, um potencial dador compatível, embora nem todos os doentes para os quais foi identificado um dador idêntico chegam à fase do transplante.

Para mais informações, consulte a página da CEDACE.

(Notícia publicada no dia 2 de fevereiro de 2017 e editada)

MR

 

Deixe um comentário

DDinis-MREC-14-03_curso-intensivo

Pergunta da Semana

O orçamento participativo de Leiria tem estado devidamente divulgado junto dos munícipes?

Loading ... Loading ...
Capa-Regiao-de-Leiria-edicao-4184-de-25-maio-2017.jpg
Twitter RSS

Escreva-nos

foxyform
Região de Leiria
Newsletter Powered By : XYZScripts.com