Leaderboard_turismo
Castelo de Leiria ganha anfiteatro, acessos facilitados e cafetaria | Região de Leiria

Castelo de Leiria ganha anfiteatro, acessos facilitados e cafetaria

O Castelo de Leiria vai ficar mais bonito. Melhor: o recinto do Castelo de Leiria vai ser valorizado e reabilitado, nos próximos dois anos, para tornar o local “mais agradável e acessível”.

A intervenção, no valor de 1,3 milhões de euros, faz parte de um conjunto estratégico de ações que o município ali pretende desenvolver para potenciar “o papel do Castelo de Leiria como equipamento cultural e turístico”.

As principais operações vão assinalar-se sobretudo na zona do terreiro, onde habitualmente fica instalado o palco, com a construção de uma bancada/anfiteatro inserida na encosta, com 135 metros lineares e capacidade para 200 lugares fixos. A bancada é formada por blocos de betão branco, que segundo o arquiteto paisagista João Junqueira, serão peças que irão envelhecer naturalmente com o castelo, não causando impacto visual.

Nesta zona irá proceder-se também ao corte de algumas árvores, plantação de outras (freixo, carvalho cerquinho e acer) e criação de cinco zonas de estar. A iluminação não será descurada e na encosta norte serão instalados candeeiros de pé, “mais eficientes e discretos”, enquanto no núcleo mais antigo do castelo serão utilizados projetores de pavimento, que vão iluminar o edifício.

O projeto, apresentado na penúltima reunião do executivo, prevê ainda o arranjo de todos os caminhos que circundam o castelo, com definição do traçado e colocação de saibro ou calçada de basalto irregular (criando um terreno compacto e rugoso), tornando o acesso mais fluído a todos os visitantes. A pedra a aplicar, indicou o arquiteto, será semelhante à existente em alguns locais do castelo e virá de uma pedreira em Teira, concelho de Rio Maior.

As escadarias, junto à casa do guarda, e o acesso à torre de menagem serão reparados, bem como as lajes na entrada da Igreja da Pena e a alvenaria da Porta da Traição.

A “nova” cara do Castelo de Leiria terá ainda nova sinalética, com gravação em alumínio, para a vegetação existentes ou de pormenores históricos relevantes no monumento.

Loja e cafetaria
Os únicos elementos edificados no Castelo de Leiria que serão alvo de intervenção são a Casa do Guarda e os celeiros. O objetivo é “limpar o que está a mais”, elementos acessórios ou que ficaram depositados, ou resultado de intervenções anteriormente efetuadas.

Cantarias danificadas, coberturas demasiado pesadas, pavimento danificado e reparação de infiltrações são alguns dos trabalhos a realizar neste espaço.

Será ainda colocada uma cobertura ajardinada, sem acesso e visível do exterior, nas traseiras da casa do guarda, onde atualmente se encontram umas casas de banho portáteis.

No interior deste edifício onde funciona atualmente a bilheteira, o piso térreo “ganha” uma rampa metálica de acesso a pessoas com mobilidade reduzida, cacifos e casa de banho. No piso superior será criada uma loja e casas de banho e uma zona de acesso a um espaço coberto multifunções e cafetaria, na zona dos celeiros.

O projeto, que foi acompanhado e mereceu o parecer favorável da Direção Regional de Cultura do Centro, prevendo um conjunto de intervenções de restauro, adaptação, arranjos exteriores e enquadramento urbano, terá um custo de 1,3 milhões de euros (mais IVA), sendo gastos 304 mil euros durante este ano, 927 mil euros em 2018 e 92 mil euros em 2019.

Aprovado por maioria, os vereadores do PSD abstiveram-se na votação do ponto da ordem de trabalhos, apresentando declaração de voto.

Números a reter

200
O espaço de assistência para espetáculos ou descanso na zona do terreiro, na encosta norte, terá uma bancada/anfiteatro formada por blocos de betão, com capacidade para 200 lugares sentados fixos

730
Projeto de valorização e reabilitação do Castelo de Leiria tem um prazo de execução de 730 dias, ou seja, dois anos, prevendo-se a sua conclusão em meados de 2019

5
Nas áreas de confluência de caminhos ou acessos vão ser criados cinco zonas de estar, com a colocação de bancos para os visitantes poderem descansar ou usufruir da paisagem

3
Os blocos que vão formar a bancada na encosta do castelo terão três tamanhos: 1,20mx1,20m, 1,20m x1,80m e 1,20x2,40m, ficando sobrepostos de forma aleatória. Inseridos na encosta junto ao terreiro, virados para norte, os visitantes poderão assistir a espetáculos ou utilizar a área para descansar

Marina Guerra
marina.guerra@regiaodeleiria.pt

(Notícia publicada na edição de 20 de abril de 2017 do REGIÃO DE LEIRIA)

Blocos de betão branco são distribuídos de forma aleatória, inserindo-se naturalmente na encosta (Foto: CML)

Blocos de betão branco são distribuídos de forma aleatória, inserindo-se naturalmente na encosta (Foto: CML)

Deixe um comentário

Mrec-DDinis-04-05

Pergunta da Semana

Acredita que o FC Porto ou o Sporting CP terão argumentos para acabar com o ciclo de vitórias do SL Benfica na principal competição do futebol português?

Loading ... Loading ...
Capa-Regiao-de-Leiria-edicao-4183-de-18-maio-2017.jpg
Twitter RSS

Escreva-nos

foxyform
Região de Leiria
Newsletter Powered By : XYZScripts.com