Leaderboard_turismo
“Operação de larga escala” para receber o Papa e um milhão de peregrinos | Região de Leiria

“Operação de larga escala” para receber o Papa e um milhão de peregrinos

Foi montado um dispositivo fora do comum e há regras muito apertadas para circular na cidade. As autoridades dizem-se preparadas para a primeira visita papal que se restringe a Fátima.

“Fátima é um lugar seguro”, “habituado a multidões” e está preparado para acolher o Papa Francisco e um milhão de peregrinos, nos dias 12 e 13 de maio. A garantia foi deixada pelo reitor do santuário, Carlos Cabecinhas, numa conferência de imprensa conjunta (realizada há um mês) com Paulo Fonseca, presidente da Câmara de Ourém, Bruno Marques, porta-voz da GNR, e Albino Tavares, segundo comandante nacional da Autoridade Nacional de Proteção Civil.

Carlos Cabecinhas esclareceu que o líder da Igreja Católica virá “em peregrinação”, ou seja “vem para rezar em Fátima e para rezar com os peregrinos”.

"Operação Fátima 2017" mobiliza o maior dispositivo de segurança de sempre

"Operação Fátima 2017" mobiliza o maior dispositivo de segurança de sempre

Nesse sentido, o recinto do santuário estará sempre aberto, sendo possível entrar e sair a qualquer momento, o que, se por um lado, permite a Jorge Bergoglio estar próximo dos peregrinos, por outro, levanta questões de segurança.

Paulo Fonseca disse ter sido montada “uma operação de grande envergadura, porventura a maior jamais ocorrida em Fátima”. Não que a cidade não esteja habituada a visitas papais, já que esta será a sexta e Francisco o quarto Papa a vir ao santuário. Mas o autarca sublinhou que “sempre houve uma visita bipartida ou tripartida a outras cidades do país, o que contribuiu para diluir a atração humana”. Este ano será diferente. Francisco vem exclusivamente a Fátima. Chega à Base Aérea de Monte Real a meio da tarde desta sexta-feira e desloca-se de helicóptero para Fátima, partindo no sábado também de Monte Real.

Bruno Marques adiantou que a visita do Papa obriga a uma “operação de larga escala” e que “a GNR vai mobilizar uma força multidisciplinar, através do empenhamento de diversas valências e especialidades”. O porta-voz da GNR não quis, no entanto, avançar mais informações, alegando razões de segurança.

Já a Autoridade Nacional de Proteção Civil anunciou que o dispositivo de proteção e socorro da “Operação Fátima 2017” vai envolver 668 operacionais, podendo este número chegar perto dos mil, se as circunstâncias o exigirem. Serão abrangidos nesta operação os distritos de Coimbra, Castelo Branco, Leiria, Lisboa, Portalegre e Santarém.

Carlos Cabecinhas salientou que “fazer festa com o Papa, não é só entrar no recinto”. Será possível acompanhar as celebrações através de quatro ecrãs gigantes que a Câmara vai colocar em vários pontos da cidade, além daqueles que o santuário instala no recinto.

Saudar o Papa

O dispositivo de proteção e socorro poderá envolver até mil operacionais, além das forças de seguranças

O dispositivo de proteção e socorro poderá envolver até mil operacionais, e mais de três mil elementos das forças de seguranças

O reitor convida ainda os peregrinos “a saudar o Papa num gesto de acolhimento festivo”, ao longo do percurso entre o estádio municipal de Fátima e o santuário, onde o chefe da Igreja Católica passará em veículo aberto. Também na tarde de 13 de maio será possível saudar o Papa na avenida D. José Alves Correia da Silva até à rotunda norte.

Por confirmar está a possibilidade de os fieis avistarem Francisco na viagem de regresso a Monte Real, já que se fará por via terrestre.

Entretanto, com o objetivo de acolher cerca de 18 mil viaturas, foi criadas mais de 20 bolsas de estacionamento, servidas por uma rede de 75 transfers que transportarão os peregrinos para a Cova da Iria e de regresso aos seus veículos.

Foi montado um parque de campismo, junto ao campo de jogos do Centro Desportivo de Fátima, e, para ajudar a responder às dúvidas dos visitantes, a Câmara de Ourém criou um gabinete de apoio ao peregrino. Funciona no posto de turismo de Fátima e pode ser contactado através do endereço fatima2017@cm.ourem.pt ou do telefone 249 070 303.

No que se refere às pessoas que residem e trabalham em Fátima, Paulo Fonseca apelou à “tolerância e compreensão” para os condicionalismos de 12 e 13 de maio. Esclareceu que “haverá momentos em que será vedada a circulação automóvel” e que “apenas circularão viaturas credenciadas”, sendo o santuário e o município as únicas entidades a proceder a essa credenciação.

O autarca acrescentou que, no caso dos fornecedores, “haverá momentos próprios para as pessoas fazerem os seus trabalhos” e que as exceções na circulação “vão passar por um crivo curto em nome da segurança”.

(Notícia publica na edição de 13 de abril de 2017 do REGIÃO DE LEIRIA e editada)

Patrícia Duarte
patricia.duarte@regiaodeleiria.pt

Deixe um comentário

Mrec-DDinis-04-05

Pergunta da Semana

Acredita que o FC Porto ou o Sporting CP terão argumentos para acabar com o ciclo de vitórias do SL Benfica na principal competição do futebol português?

Loading ... Loading ...
Capa-Regiao-de-Leiria-edicao-4183-de-18-maio-2017.jpg
Twitter RSS

Escreva-nos

foxyform
Região de Leiria
Newsletter Powered By : XYZScripts.com