Assinar
Cultura

“Chega de fado”, o livro anti-pessimismo de Paulo Kellerman

Porque faz falta reagir e lutar, “Chega de fado” dá o mote. No seu novo livro, Paulo Kellerman dá pela primeira vez nome às personagens e põe-nas a insurgirem-se contra a apatia geral.

Porque faz falta reagir e lutar, “Chega de fado” dá o mote. No seu novo livro, Paulo Kellerman dá pela primeira vez nome às personagens e põe-nas a insurgirem-se contra a apatia geral.

O quinto trabalho do escritor leiriense foi apresentado no encontro Correntes d’Escritas, na Póvoa do Varzim. Aqui, em entrevista, Paulo Kellerman fala sobre “Chega de fado”.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.