Assinar Edições Digitais
Necrologia

Adriano Francisco: O homem que “tentou fazer o possível e o impossível” pela Caranguejeira

Adriano Francisco ocupava o cargo de membro da Assembleia de Freguesia e, juntamente com o irmão, era sócio de uma empresa de carpintaria da região.

Nasceu a 4 de agosto de 1954 em Caldelas, freguesia da Caranguejeira.
A morte inesperada de Adriano de Jesus Francisco, aos 57 anos, deixou familiares, amigos, conhecidos e a população da vila da Caranguejeira, concelho de Leiria, onde residia, em choque.
Um acidente de viação, no passado domingo, dia 24 de junho, tirou-lhe a vida. A colisão entre o veículo ligeiro de passageiros em que circulava e um pesado de mercadorias, na Estrada Nacional nº5, perto de Alcácer do Sal, foi fatal.
Joaquim Mónico, presidente da Junta de Freguesia da Caranguejeira, contou ao REGIÃO DE LEIRIA que ficou transtornado com a notícia: “Tenho muita pena, éramos amigos de longa data, apesar de a política, por vezes, nos separar em algumas coisas”.
Assim que teve conhecimento do falecimento do amigo, o autarca colocou a bandeira da vila a meia haste “em sinal de respeito por quem disponibilizou muitas horas do seu dia e do seu trabalho à freguesia”.
Na política, tal como na vida, Adriano Francisco e Joaquim Mónico estiveram lado a lado. “Estivemos juntos na Assembleia de freguesia e depois substituímo-nos um ao outro na liderança da junta de freguesia da Caranguejeira”.
Joaquim Mónico salientou o trabalho realizado pelo conterrâneo na freguesia. “Fez o que pôde, tentou fazer o possível e o impossível”. E destacou o seu carácter: “Sempre me disse que podia contar com ele para o que fosse necessário, era uma pessoa bem-disposta, brincalhona, fez muito pela freguesia”.
Adriano Francisco ocupava o cargo de membro da Assembleia de Freguesia e, juntamente com o irmão, era sócio de uma empresa de carpintaria da região. Eleito pelo Partido Social Democrata, esteve à frente da Junta de Freguesia da Caranguejeira durante dois mandatos, entre 2002 e 2009. Era pai de três filhos.