Mais reciclagem, menos desperdício. A nova central de triagem automatizada da Valorlis já se encontra em fase de testes e vem resolver uma lacuna no tratamento e valorização de resíduos sólidos urbanos.

Fruto de um investimento de 2,4 milhões de euros, a modernização da unidade aumenta para três toneladas por hora a cadência de separação do lixo. Até este mês, não era possível selecionar mais do que 0,65 toneladas em cada 60 minutos.

O administrador da Valorlis, Miguel Aranda da Silva, explica que a empresa estava a recolher mais embalagens do que conseguia separar. Os resíduos em excesso “iam-se acumulando” nas instalações em Parceiros, Leiria.

A nova central reforça a capacidade de resposta e vai “ao encontro da recetividade da população na separação de embalagens”, salienta o responsável.

Com prazo de vida até 2021, pelo menos, a unidade é constituída por um sistema de abertura de sacos, uma cabine de pré-triagem, um separador balístico, três separadores óticos e uma cabine de triagem manual para controlo de qualidade. De acordo com a Valorlis, vai melhorar substancialmente as condições de trabalho dos operadores.

Trata-se de um investimento financiado em 70% por fundos comunitários, através do Programa Operacional de Valorização do Território.

Em 2012, as quantidades de vidro, papel, cartão e metal para reciclagem têm sido inferiores ao ano passado, tanto na entrega em aterro como nos ecopontos, algo que Miguel Aranda relaciona com o ciclo económico: “As pessoas consomem menos e produzem menos resíduos”, justifica.

As 11 mil toneladas recicladas em média na Valorlis permitem salvar 80 mil árvores do abate e garantem matéria-prima para 5,6 milhões de t-shirts XL e 12,5 milhões de latas de 0,33 cl.

Participada pela EGF – Empresa Geral de Fomento e pelos municípios de Batalha, Leiria, Marinha Grande, Ourém, Pombal e Porto de Mós, a Valorlis faturou 5,9 milhões de euros em 2011, com 375 mil euros de lucros.

(Notícia publicada na edição de 4 de outubro de 2012)

Cláudio Garcia
claudio.garcia@regiaodeleiria.pt