Assinar


Necrologia

Miguel Guerra: “O autarca que deixou marcas”

Faleceu domingo, dia 9, na Benedita, onde residia, o ex-presidente da Câmara Municipal de Alcobaça, Miguel Guerra, com 76 anos. A autarquia decretou dois dias de luto municipal.

Faleceu domingo, dia 9, na Benedita, onde residia, o ex-presidente da Câmara Municipal de Alcobaça, Miguel Guerra, com 76 anos. A autarquia decretou dois dias de luto municipal.

Miguel Guerra, ex-presidente da Câmara Municipal de Alcobaça

Miguel Guerra foi eleito pela primeira vez nas eleições de 1976 nas listas do PS, e tornou-se assim o primeiro presidente de Câmara de Alcobaça depois do 25 de Abril.

Antes dessa data, presidiu à comissão administrativa que geriu a autarquia após o 25 de abril de 1974 até às primeiras eleições autárquicas em dezembro de 1976.

O ex-autarca trabalhou com Vasco da Gama Fernandes, presidente da Assembleia Municipal e que foi substituído por Gonçalves Sapinho.

Miguel Guerra perdeu em 1979 as eleições para João Raposo de Magalhães (PSD), mas em 1989 voltou a conquistar a presidência da autarquia, que manteve até 1997.

“Um autarca que deixou marcas”, disse Rui Coelho, também ex-presidente daquela câmara e número dois de Miguel Guerra na comissão administrativa.

Apesar de adversários políticos, Rui Coelho disse ter havido sempre “estima pessoal” e “respeito mútuo”.

“Eu ganhei-lhe eleições, ele ganhou-me a mim e trabalhámos cerca de oito anos juntos”, lembrou.

Para o atual presidente da Câmara, Paulo Inácio, o antigo autarca deixou “muita amizade e carinho” junto da população do concelho. Referiu ainda que o seu falecimento “é uma perda que nos toca a todos”.

AL

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.