Select Page

Crónica irregular: Olhóóó pópó!

Crónica irregular: Olhóóó pópó!
Cláudio Tereso, técnico de informática claudio@claudiotereso.com

Num país onde a credibilidade se tem como sagrada, o mantra do “vivemos acima das nossas possibilidades” é repetido diariamente e a pobreza aumenta de dia para dia, não lembraria ao diabo sortear artigos de luxo a quem cumpre as suas obrigações fiscais. Ao diabo não, mas a algum iluminado do actual governo, sim.

Parece que tudo foi feito a pensar em ser moralmente condenável: sorteiam-se artigos de luxo beneficiando um único grupo económico que ainda por cima nem Português é. Tudo escolhido a dedo para não ter ponta por onde se pegue. Julgo que não era preciso pensar muito para fazer um sorteio menos odioso. Deviam ser prémios de outra natureza e podiam, por exemplo, ser premiados os municípios e/ou instituições públicas dos concelhos de origem do vendedor e do cliente.

Mas o simbolismo dessa escolha é óbvio, é o triunfo do egoísmo sobre a sociedade. Não peças factura porque isso ajuda o País, pede factura porque Tu podes ganhar um carro igual ou semelhante ao do primeiro-ministro! O tal carro que achas que ele não devia ter…

Felizmente nem tudo é mau, existe no site das Finanças a opção “Não Participo no Sorteio”. Com boa vontade podemos encará-la como uma espécie de referendo ao sorteio. Eu já activei, e o leitor?

Escrito de acordo com a antiga ortografia

(texto publicado na edição de 24 de abril de 2014)

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Primeira Página

Pergunta da Semana

A carregar

Concorda que a Agência Mundial Antidopagem tenha proibido a Rússia, durante quatro anos, de participar em todas as competições desportivas globais?

Obrigado pelo seu voto!
Já votou nesta pergunta!
Selecione uma das opções!

Publicidade

Newsletter Região de Leiria

app repórter no mundo