Select Page

Hoje escrevo assim: Tic-tac tic-tac

Hoje escrevo assim: Tic-tac tic-tac
Ana Lúcia Bento, empresária ana.bento@inoeh.pt

Quando tinha 10 tinha pressa de chegar aos 15. Aos 15 tinha pressa de chegar aos 20. Aos 20 tinha pressa de chegar aos 30.

Hoje vou perdendo a pressa!

A pressa dos dias. A pressa dos anos. A pressa sem sentido. Mas continuo com pressa.

Muita pressa!!

Pressa de não me perder e de nada perder. Pressa de não conseguir aproveitar os minutos.

Pressa de viver o que não é vulgar. Pressa de construir histórias. Pressa para cultivar memórias. Pressa de sonhar mas não acordar.

Pressa de viver sem relógio. Pressa de amar o que se tem. Pressa de receber o que vem.

Pressa de conquistar o que nos faz sorrir. A pressa que nos faz pedir. Pressa de acordar. Pressa para parar. Pressa para estar. A pressa que não podemos ter. A pressa que nos faz ser.

A pressa que o tempo nos rouba. A pressa que os nossos olhos não veem. A pressa que nos leva depressa. A pressa que nos empurra para onde queremos.

Hoje tenho pressa!!

Pressa que o tempo não tenha pressa. Pressa que o caminho se faça devagar. Pressa que o ponteiro se esqueça de acordar. Pressa para ouvir tic-tac.

O tic-tac dos sorrisos. O tic-tac dos beijos.

O tic-tac dos improvisos. O tic-tac dos desejos.

Hoje tenho pressa!

Tic-tac tic-tac tic-tac.

(texto publicado na edição de 17 de julho de 2014)

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Primeira Página

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Pergunta da Semana

A carregar

Concorda com o fim das taxas moderadoras na Saúde?

Obrigado pelo seu voto!
Já votou nesta pergunta!
Selecione uma das opções!

Newsletter Região de Leiria

app repórter no mundo

Share This