Select Page

Millennials: A geração que muda de página em 8 segundos

Pedro Alves

Pedro Alves

Consultor de recursos humanos

Ao contrário do que se possa pensar, os Millennials – nascidos entre 1980 e inícios do ano 2000 – despendem um maior número de tempo a ler em comparação com as gerações mais velhas. Ler pode não ser a primeira das prioridades, ainda assim, esta nova geração continua a investir mais tempo em leitura do que as restantes gerações, surpreendentemente para alguns de nós.

De acordo com estudos realizados recentemente, pessoas entre os 18 e os 29 anos representam a faixa etária com maior probabilidade de ler um livro ou de acompanhar as notícias de forma regular. Hoje, os leitores têm mais formatos do que nunca para se manterem informados, mas a versão tradicional predomina: os formatos impressos continuam a ser de longe o formato mais popular entre todas as faixas etárias. Aliás, entre estudantes universitários constata-se que 92% preferem ler material impresso a material digital.

É sabido que atualmente a informação circula de forma mais rápida do que há algumas décadas, isso torna essencial a capacidade de concentração dos temas abordados. É curioso que em 2000, a atenção humana em média era de 12 segundos, já em 2013 caiu para 8 segundos – um segundo atrás da média dos famosos peixinhos dourados.

Talvez a maior diferença, no entanto, seja que a geração deste milénio é capaz de captar muitas informações visuais de uma só vez, em maior número face às gerações mais velhas e desde que a informação seja apresentada através de um formato atraente. Isso torna o design tão importante, se não mais importante, quanto a boa escrita. Perante este cenário de um futuro incerto, no qual os jovens terão que resolver problemas que ainda não existem, usando tecnologias que não foram inventadas, é importante uma comunicação social orientada para informação concisa, objetiva e com um propósito subjacente, desenvolvendo o hábito de aprender – life long learning – característica inerente a qualquer Millennial.

Em tempos de clara evolução e no dia em que o REGIÃO DE LEIRIA celebra 84 anos, é possível afirmar que a tradição se mantém e que os Millennials vão continuar a procurar a experiência que os jornais e livros impressos proporcionam.

Artigo publicado na edição de 10 de outubro de 2019 do REGIÃO DE LEIRIA

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *