Select Page

O meu diário: Sabores

Mas após 30 anos de Medicina um doente a propósito deste tempo meio invernoso que se viveu em Junho referiu que ainda não lhe sabia a Verão

Opinião: Dores musculares após o treino

Chegados a esta época do ano intensificamos a prática de exercício físico. Os objetivos são diferentes.

Passageiro do tempo: O país da despesa

Se analisarmos os assuntos principais que fazem títulos nos jornais e tvs verificaremos que se relacionam com despesa pública.

Outras opiniões…

Opinião: Finalistas de 1968/69

“Além do estudo, havia que manter a tradição do baile e do sarau de finalista que, reforçados pelas receitas de publicidade do comércio e da indústria da região de Leiria, iriam financiar a famosa excursão a Espanha e o Livro de Finalistas, com as caricaturas, os versos e as dedicatórias da praxe”.

Tempo incerto: A última fronteira

Apesar da vitória do Não no referendo de 1998, os adeptos da divisão do País em regiões artificiais não desistem.

O meu diário: Primos

Este fim de semana tivemos um encontro de primos. Fomos almoçar juntos ao Gerês. Alguns já não via há 20 anos.

Tempo incerto: Eleições

Um número inusitado de cidadãos vem abdicando do seu direito de voto e parece preferir que outros se ocupem da tarefa de decidir o destino colectivo.

O meu diário: Eleições

Às vezes adoro este povo e outras vezes tenho vergonha dele. A minha única esperança são os professores. Ponham as crianças a brincar aos votos.

Tempo incerto: 20 de Maio de 1498

A 20 de Maio de 1498 Vasco da Gama fundeou próximo de Calecute. Concretizava-se o sonho de alcançar a Índia, perseguido por alguns monarcas e parte da elite dirigente de um país pobre, periférico e com cerca de um milhão de habitantes.

Ansiolítico urbano 2019. Mais um, por favor!

“Questiono: o alçado da Heróis da Angola vai ser bedelhado e o alçado-rio leva umas grelhas e encerra em definitivo a ideia de diálogo efetivo com o rio? Algo vai mal.”

O meu diário: Reality Shows

O mundo deve estar para acabar! O meu discurso está cada vez mais de velha, mas para onde quer que me volte fico cada vez mais chocada.

Tempo incerto: 45 anos depois

As gerações que viveram o 25 de Abril como uma aurora libertadora e de esperança vão lentamente desaparecendo.

O meu diário: Rogério Fanha

Depois dos funerais a vida tem de continuar! Por mim não! Podíamos parar todos para pensar. Isso é que era ! Fora do bulício dos abraços, dos choros e dos queixumes.

Primeira Página

Publicidade

Pergunta da Semana

A carregar

A Câmara Municipal da Marinha Grande deve comprar as piscinas de São Pedro de Moel?

Obrigado pelo seu voto!
Já votou nesta pergunta!
Selecione uma das opções!

Newsletter Região de Leiria

app repórter no mundo

Share This