Assinar


Patrocinado por:

Nazaré | Novo centro de saúde apontado como exemplo para o país

Algumas nazarenas vestiram-se a preceito com as sete saias para receber o primeiro-ministro, António Costa, a ministra da Saúde, Marta Temido, e a ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa. Os governantes vieram à Nazaré, na passada sexta-feira, inaugurar o novo Centro de Saúde da vila, que substituiu o pré-fabricado que ali funcionou durante quase quatro décadas. Aberta desde o dia 28 de dezembro do ano passado, a Unidade de Saúde da Nazaré tem finalmente condições para prestar os cuidados de saúde primários aos cerca de 12.500 utentes inscritos.

Nazarenas contaram as setes saias que traziam vestidas à ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, enquanto aguardavam pelo primeiro-ministro

“Havia, sem dúvida, que adequar a qualidade das instalações à qualidade dos cuidados que eram prestados”, sublinhou, na cerimónia, a diretora-executiva do Agrupamento de Centros de Saúde (ACeS) Oeste Norte. Com a nova infraestrutura, que resultou de um investimento de 1,4 milhões de euros suportados pela Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo e de cerca de 350 mil euros pelo município, passam a ser prestados “cuidados do século XXI” na doença crónica, na doença aguda, na saúde infantil e na saúde da mulher, por sete médicos, sete enfermeiros e seis assistentes técnicos.

No edifício, que alberga ainda a Unidade Local de Saúde Pública, a Unidade de Recursos Assistenciais Partilhados, a Equipa Coordenadora Local e a Direção de internato de medicina geral e familiar do ACeS Oeste Norte, funcionam a USF Global e a UCSP Nazaré.

O atendimento complementar será prestado de segunda a sexta-feira entre as 20 e as 24 horas e aos sábados, domingos e feriados entre as 14 e as 24 horas.

Serão ainda prestados, em breve, cuidados de saúde oral, fisioterapia e psicologia, novas valências que irão beneficiar os utentes inscritos das freguesias da Nazaré, Valado dos Frades e de Famalicão. “Precisamos ter centros de saúde como este, que já dispõe de cadeira de dentista, em todos os outros concelhos. E nos centros de saúde que já existem, a saúde oral é uma prioridade”, salientou António Costa. Para o primeiro-ministro, a conclusão do centro de saúde da Nazaré, cuja construção acompanhou “semanalmente” através das mensagens e fotografias enviadas pelo presidente de Câmara pelo WhatsApp, marcou o arranque da construção de muitos outros. “A lição fundamental que temos de tirar, depois de um ano de pandemia, é que o investimento em saúde tem de ser sempre prioritário”, considerou. Foi esse investimento, aliás, “que permitiu realizar este centro de saúde [da Nazaré]”.

Lembrando que “36 anos depois a Nazaré tem finalmente um centro de saúde com a dignidade e funcionalidade que merece”, o presidente da Câmara da Nazaré reconheceu o “caminho difícil” e as “negociações com governos de partidos diferentes” para consumar a obra, desde que tomou posse em 2013. Walter Chicharro não perdeu a oportunidade para lembrar que as grandes obras do concelho ficam, uma vez mais, associadas a um governo socialista. “Foi assim com o porto da Nazaré, com Mário Soares, é assim com o Centro de Saúde, com António Costa”, atirou o socialista, que cumpre o segundo mandato à frente da Câmara, depois de ter quebrado um ciclo de 20 anos de poder do PSD.

“Reunimos num local a prestação de cuidados do século XXI”

Ana Pisco, diretora-executiva do Agrupamento de Centros de Saúde (ACeS) Oeste Norte

A Nazaré tem finalmente uma unidade de saúde adequada às necessidades do século XXI?

Nos últimos anos, a prestação de cuidados de saúde aos utentes da Nazaré esteve dividida entre vários edifícios, dado o aumento de população e as instalações que eram provisórias não terem dimensão adequada à prestação dos mesmos cuidados. Havia, sem dúvida, que adequar a qualidade das instalações à qualidade dos cuidados que eram prestados. Com estas instalações reunimos num único local a prestação de cuidados do século XXI.

Está prevista a assistência de cuidados primários a quem visita a vila?

Quem se deslocar a esta vila para usufruir de umas férias à beira-mar e possa ter um percalço na sua saúde, terá um atendimento complementar a funcionar a partir das 20 horas durante a semana e a partir das 14 horas aos fins de semana e feriados.

Estão reunidas as condições para garantir todos os cuidados de saúde primários nesta unidade de saúde?

Por aqui vão passar os futuros médicos de família, através da Direção do Internato, que nos ajudarão a manter o Serviço Nacional de Saúde com qualidade que todos os portugueses tiveram a oportunidade de reconhecer perante esta pandemia da covid-19. Estou certa que os 30 profissionais que aqui trabalharão diariamente têm a qualidade de recursos físicos necessários ao bom desempenho na prestação de cuidados de saúde aos nazarenos.

“O Centro de Saúde é uma obra estruturante para a Nazaré”

Walter Chicharro, presidente da Câmara Municipal da Nazaré


Comparou a obra do novo Centro de Saúde da Nazaré à obra do Porto de Abrigo. Sente que a população também dá essa importância ao novo edifício do centro de saúde?

O Porto de Abrigo tem uma importância crucial na identidade da Nazaré e o Centro de Saúde também, pois acaba por ter por ser uma infraestrutura que se aguarda há 36 anos. Num território de primeira linha mundial, como a Nazaré o é, tem de haver condições apropriadas para os que aqui vivem e para os que nos visitam. É, por isso, uma obra considerada estruturante.

Foi uma longa espera?

Foi tempo a mais. Quem conhecia o anterior edifício percebia que se degradava de dia para dia. Mas, em dia de festa, o fundamental é relembrar a capacidade que houve em assinar acordos com dois governos de cores diferentes e com duas equipas diferentes na ARSLVT.

Além da melhoria das condições, que outras valências estão disponíveis?

A intenção é iniciar consultas na área da nutrição e da psicologia. O município tem profissionais nessas áreas e já se mostrou disponível para uma parceria com o Ministério da Saúde, caso não haja capacidade em assegurar esses serviços com quadros do SNS. Sobre o alargamento previsto para a USF Global, estão já identificados dois médicos, um chegará no dia 1 de abril e o outro no 1 de maio, fechando-se a necessidade para o atual número de utentes do concelho, particularmente em dois ficheiros da USF Global que estavam a ser realizados na UCSP Nazaré.

12.500 utentes

A nova unidade de saúde vai dar resposta a cerca de 12.500 utentes inscritos

30 profissionais

O equipamento conta com 30 profissionais entre a USF Global e a UCSP Nazaré

1,4 milhões de euros

A unidade de saúde resulta de um investimento de 1,4 milhões de euros, com a comparticipação FEDER de 950 mil euros e da ARSLVT de 463 mil euros. O município assegurou os arranjos exteriores, num investimento de 350 mil euros

Conteúdo patrocinado