A história começa nos viveiros que se encontram hoje por baixo do restaurante, onde o atual proprietário trabalhou por conta de outrem. Espaço adquirido e projeto remodelado, há quase três décadas a proposta transformou-se no que é atualmente uma das principais referências de mariscos da zona. Em formato familiar, no qual o filho responde pela chefia da cozinha, o restaurante habituou-se a realizar o festival de marisco e a preparar como especialidade o lavagante grelhado com arroz de alho. Enquanto isso, transformou-se em parâmetro também para assunto vínicos, com destaque para a seleção de Pêra- Manca.