Quando José Oliveira decidiu abrir o primeiro espaço o objetivo era fazer comida boa, independentemente do estilo. Hoje, quase quatro anos depois, o sentido obrigatório da cozinha continua a ter trânsito livre, em especial pelas escolas italiana e francesa, as preferidas do chef. Na concisa ementa nota-se a base portuguesa, naturalmente, mas a atenção principal são os sabores que mudam de acordo com a época. Resistente a algumas trocas, o polvo assado vem atualmente com risotto do próprio molho, mas já teve outras leituras, por oposição ao mil folhas de framboesa, que permanece inalterável.