O espaço já foi café e minimercado até chegar ao negócio de comando familiar que serve hoje sabores típicos, saídos de uma cozinha informal, com foco nos grelhados. Da inclinação para petiscos tem representação a regional morcela de arroz e também a entremeada de porco. A seguir pela ementa, na sala acolhedora com direito a vista é possível eleger um dos oito tipos de peixe, a exemplo do cherne e da garoupa, ambos disponíveis à posta, rabo ou cabeça escalada. Se a preferência for continuar por terra, as costeletas de borrego são apresentadas com molho especial da casa. O desfecho, por sua vez, faz jus ao nome da casa: pudim de abóbora.