peculado

Ex-autarca pediu fiscalização e acabou acusado por uso indevido de bens públicos

Diogo Mateus, acusado de dois crimes de peculato e um de falsificação de documento, afirma-se “convicto da licitude” da sua conduta, o que demonstrará nas “instâncias judiciais competentes”

Pergunta da semana

Portugal deve aumentar as suas despesas com a Defesa, atendendo aos compromissos com a NATO e à situação militar na Europa?
Responder agora

Subscreva!

Newsletters RL

Saber mais

Ao subscrever está a indicar que leu e compreendeu a nossa Política de Privacidade e Termos de uso.