taxa moderadora

Hospital assegura que doente a quem foi recusado exame continua a ser “tratado e seguido”

O doente a quem foi recusado pelo Centro Hospitalar de Leiria, em 2014, a realização de um exame por ter taxas moderadoras em dívida, “continua a ser naturalmente tratado e seguido no CHL, efetuando exames e consultas, de acordo com as suas necessidades”, garante aquela unidade hospitalar.

Pergunta da semana

O estacionamento gerido pelos municípios deve ser gratuito de forma a dinamizar o comércio local?

Responder agora

Subscreva!

Newsletters RL

Saber mais

Ao subscrever está a indicar que leu e compreendeu a nossa Política de Privacidade e Termos de uso.