Assinar
Sociedade

Protecção Civil apreensiva com o risco de incêndios este Verão

A chuva que afectou o país nos últimos meses pode ter graves consequências este Verão, devido ao crescimento da vegetação que favorece o risco de incêndios e sua propagação.

A chuva que afectou o país nos últimos meses pode ter graves consequências este Verão, devido ao crescimento da vegetação que favorece o risco de incêndios e sua propagação.

Foto de arquivo

O secretário de Estado da Protecção Civil esteve hoje, quarta-feira, em Leiria e admitiu alguma apreensão em relação ao período quente que se aproxima.

“A ideia que há, e que não é totalmente correcta, é que num ano em que há chuva até muito tarde as coisas serão mais favoráveis”, referiu Vasco Franco, adiantando que estas condições climatéricas garantem a humidade no solo durante mais tempo. Mas “também é verdade que o material combustível que facilita as ignições cresce muito mais”, sublinhou no final de uma reunião com o Comando Distrital de Operações de Socorro de Leiria.

Segundo Vasco Franco, “as condições climatéricas são fundamentais” pelo que haverá que acompanhar a evolução da meteorologia nos próximos meses. Para já, prevê-se uma descida das temperaturas na próxima semana, pelo que é esperado um período sem grandes complicações.

O governante salientou ainda a importância do papel da população na prevenção dos fogos e da colaboração das várias entidades com responsabilidades na limpeza de terrenos e áreas diversas de modo a evitar ignições.

Quanto ao dispositivo de combate aos incêndios, Vasco Franco afirmou que a estratégia definida nos últimos anos tem-se revelado eficaz e que os meios estão no terreno.

Com o início da fase Bravo, dia 1 de Junho, foi também reforçado o dispositivo de combate a incêndios. No distrito, integra este mês 17 equipas de Combate a Incêndios (ECIN) e quatro Equipas Logísticas de Apoio (ELAC), além de dois mil bombeiros de 25 corporações, GNR, militares, sapadores florestais e apoio de meios aéreos.

Depois da reunião em Leiria, o secretário de Estado seguiu para Pombal onde visitou o centro de meios aéreos.

Martine Rainho
martine.rainho@regiaodeleiria.pt

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.