Assinar
Sociedade

Paulo Fonseca lidera entidade regional de Leiria-Fátima

O presidente da Câmara de Ourém, Paulo Fonseca, foi ontem eleito líder do Turismo de Leiria-Fátima, organismo que passou a ter na direção apenas os autarcas dos municípios que o integram.

O presidente da Câmara Municipal de Ourém, Paulo Fonseca, foi ontem eleito líder do Turismo de Leiria-Fátima, organismo que passou a ter na direção apenas os autarcas dos municípios que o integram.

Paulo Fonseca sucede a David Catarino, ex-presidente do município de Ourém, que em maio último, na sequência da demissão de dois membros da direção, comunicou, igualmente, a indisponibilidade para continuar no cargo, invocando “razões de natureza pessoal e profissional”.

Nas eleições realizadas ontem à tarde foram ainda eleitos para a direção os presidentes das câmaras da Batalha, Marinha Grande, Pombal e Porto de Mós.

Já a presidência da mesa da assembleia-geral passa a caber ao presidente da câmara de Leiria, mantendo-se os representantes do Ministério da Economia e dos empreendimentos turísticos como vogais.

A lista única obteve 20 votos a favor e um branco.

A eleição de Paulo Fonseca foi precedida de uma assembleia-geral para alteração dos estatutos do Turismo de Leiria-Fátima, para que o presidente da instituição pudesse ocupar o cargo sem exclusividade de funções e sem auferir remuneração, embora no caso do autarca isso fosse um “imperativo legal”.

À Agência Lusa, Paulo Fonseca, eleito para um mandato de quatro anos – que, por estar em inerência de funções, acaba quando terminar o cargo que ocupa no município – explicou que os autarcas não queriam que o cargo fosse remunerado, “nem podia ser”, atendendo às dificuldades financeiras da instituição.

“É uma forma de ajudar o Turismo de Leiria-Fátima a poupar”, disse o recém-eleito presidente, admitindo preocupação perante a possibilidade dos problemas financeiros da entidade regional obstarem à realização de um melhor trabalho.

Paulo Fonseca apontou que a sua primeira prioridade é “arrumar a casa”, acrescentando que entre os seus objetivos está o estabelecimento “de um bom relacionamento com a Associação de Turismo de Lisboa” para a promoção externa de Leiria-Fátima.

“É fundamental para a região ter uma ligação forte e coesa com a associação”, considerou Paulo Fonseca.

Defendendo que “a região precisa de ganhar dimensão” e “reter” por mais tempo os turistas, o autarca apontou, ainda, a necessidade de “promoção das suas potencialidades em articulação com os seis municípios”.

A tomada de posse dos novos órgãos sociais está prevista para quinta-feira, às 15:00.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.