Assinar
Sociedade

PJ detém suspeitos do homicídio de dois ucranianos em 2006

A Polícia Judiciária (PJ) de Leiria anunciou hoje a detenção de dois homens, em Almeirim, suspeitos de terem matado, em 2006, duas pessoas, cujos corpos foram encontrados no Juncal, Porto de Mós.

A Polícia Judiciária (PJ) de Leiria anunciou hoje a detenção de dois homens, em Almeirim, suspeitos de terem matado duas pessoas, cujos corpos foram encontrados, há cerca de cinco anos, no interior de uma carrinha, no Juncal, concelho de Porto de Mós.

Foto de arquivo
Os corpos das duas vítimas, de 34 e 35 anos, de nacionalidade ucraniana, foram encontrados no dia 18 de Setembro, em avançado estado de decomposição no interior da viatura que ostentava matrícula ucraniana e esteve parada alguns dias no meio do pinhal. A situação despertou a atenção de um funcionários de um aterro situado nas proximidades, que alertou as autoridades.

Fonte da PJ disse à Lusa que o Departamento de Investigação Criminal de Leiria “nunca deixou de recolher informação relacionada com os suspeitos de estarem envolvidos no crime”.

Na quarta-feira, os inspectores realizaram buscas domiciliárias, tendo encontrado numa residência objectos que estarão relacionados com o crime, mas que serão ainda analisados em laboratório.

A mesma fonte da PJ referiu ainda que, após interrogatório, “um dos suspeitos confessou o crime” e as impressões digitais do outro homem coincidem com as encontradas na altura dos factos.

Em comunicado, a PJ adiantou que o duplo homicídio foi cometido “há cerca de cinco anos, com utilização de objectos contundentes, na zona de Almeirim, tendo as vítimas sido encontradas no interior de um veículo, numa zona de pinhal, no Juncal, concelho de Porto de Mós”.

Os detidos, actualmente com 24 e 38 anos, residentes em Almeirim e ambos com antecedentes policiais e criminais, serão hoje presentes a um juiz do Tribunal de Santarém para primeiro interrogatório judicial e aplicação das medidas de coacção.

REGIÃO DE LEIRIA com Lusa

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.