O presidente da Câmara Municipal da Nazaré, Jorge Barroso, quer concessionar os serviços de água e saneamento a privados para reequilibrar as contas da autarquia.

O presidente do município acredita que a alienação seria “mais do que suficiente para colocar” a Câmara “numa boa posição em termos financeiros”. Mas não diz quando vai lançar o processo.

O cenário actual é negro. De acordo com o Jornal de Notícias, a Nazaré está entre um grupo de 24 municípios sob vigilância da troika, por se encontrarem à beira da ruptura financeira. A autarquia do distrito de Leiria chegou a 31 de Dezembro com uma dívida de 20,3 milhões de euros, mas as receitas efectivas de 2010 não passaram de 11,7 milhões.

Jorge Barroso garante que “grande parte da dívida deve-se aos investimentos em água e saneamento”, precisamente.

Leia mais na edição em papel de 9 de Setembro de 2011.