Assinar Edições Digitais
Desporto

Luís Leal rescinde contrato com União de Leiria alegando três meses de salários em atraso

O avançado rescindiu unilateralmente o contrato que o ligava à União de Leiria, devido a ordenados em atraso. É o segundo caso em dois dias no clube.

O avançado Luís Leal rescindiu unilateralmente o contrato que o ligava à União de Leiria, alegando justa causa devido a ordenados em atraso, informou o Sindicato de Jogadores em comunicado. É o segundo caso em dois dias no clube.

O jogador de 24 anos formalizou ontem, quarta-feira, o processo, tendo solicitado apoio jurídico no Sindicato de Jogadores Profissionais de Futebol. “Tenho três meses de ordenados em atraso, um filho e uma casa para pagar… O meu contrato durava até 2014 e se no primeiro ano a situação já era esta, só podia tomar esta decisão”, afirmou o futebolista ao sjpf.pt.

Depois de Milos Obradovic, Luís Leal é o segundo jogador do clube leiriense a rescindir esta semana.

Quanto à situação do clube, Luís Leal confessa que  o plantel da União de Leiria não atravessa um bom momento. “O clima é de incerteza face ao futuro e está a afectar os jogadores. A situação é grave e, apesar de o presidente prometer uma solução, os jogadores estão saturados”, terminou.

A rescisão é a quarta esta época na União de Leiria devido a atraso no pagamento de ordenados. Maykon e Diego Gaúcho foram outros jogadores que deixaram a União pelo mesmo motivo, em janeiro. Ontem foi Obradovic.