Assinar Edições Digitais
Cultura

Rádio Alternativa 21 comemora um ano de emissões

Faz hoje um ano que a Rádio Alternativa 21 está online. O projeto nascido em Leiria e que se dedica à divulgação da música rock, indie e eletrónica tem conseguido ocupar um espaço no panorama da rádio nacional.

Faz hoje um ano que a Rádio Alternativa 21 está online. O projeto nascido em Leiria e que se dedica à divulgação da música rock, indie e eletrónica tem conseguido ocupar um espaço no panorama da rádio nacional.

Através da internet, a Alternativa 21 tem crescido “sem campanhas de marketing”, sublinha a rádio em comunicado. No Facebook, por exemplo, tem já 3.000 fãs, “crescendo sobretudo das recomendações dos próprios seguidores”, sublinha o responsável, Luís Carvalho.

“Atualmente consegue ser a rádio online, independente de grandes grupos de media, com maior numero de seguidores a nível nacional. Este número é também superior à esmagadora maioria das rádios locais de Portugal”, frisa.

No primeiro ano, a Rádio Alternativa 21 teve quase 200 mil visitas e está a um passo do milhão de page views. “Nos primeiros meses de vida, o maior número de visitas era proveniente de Leiria, no entanto, mesmo em crescimento, esse valor já foi ultrapassado pelas cidades de Lisboa, Porto e Braga, um sinal de que a webrádio se está a conseguir expandir um pouco por todo o país”, afirma Luís Carvalho.

A música desta rádio tem forte enfoque na produção nacional. Ao longo do dia ouvem-se bastante temas de bandas como Best Youth, We Trust, Noiserv, Wraygunn, The Legendary Tigerman. Nascida e produzida em Leiria, a rádio não esquece a produção com a marca local, como são os casos de Sean Riley & the Slowriders, Nice Weather For Ducks, Monomonkey, Brainderstorm ou Yesterday.

Outra marca da personalidade do projeto criado e dirigido por Luís Carvalho são os programas de autor. “Aos poucos têm desaparecido do éter”, nota, justificando assim esta aposta que conquistou novos ouvintes para a Alternativa 21.

Todos os dias às 23 horas há um programa com uma assinatura diferente. Caso paradigmático é “Unidade 304”, programa de Carlos Matos, que depois de 14 anos numa rádio de Leiria foi interrompido, ganhando agora nova vida na Alternativa 21.

Outros programas de autor que reconquistaram o seu espaço são “Zona 8”, de DJ Deev, “Indiefrente”, de João Pacheco e Ricardo Guimarães, ou “Good Night and Good Luck”, de Hugo Ferreira, Olavo Lúpia e Ricardo Carvalho, este transmitido também para rádios universitárias.

O projeto permitiu também o lançamento de novos autores, como Miguel Neto aka Cão Vermelho, responsável pelo “Estação Espacial”. E há ainda o caso de Pedro Miguel, que assina “É Quinta Feira Foge Comigo”, um programa que surgiu na sequência do livro do próprio autor, “Sexta Feira Foge Comigo”, que resultou de uma coluna de opinião do autor publicado no REGIÃO DE LEIRIA.