Assinar
Sociedade

Turista alemão morre afogado na Praia da Nazaré

Um turista alemão de 68 anos morreu terça-feira por afogamento na Praia da Nazaré, numa zona sem vigilância

Um turista alemão de 68 anos morreu terça-feira por afogamento na Praia da Nazaré, numa zona sem vigilância. Os nadadores salvadores de duas zonas concessionadas e vigiadas a alguma distância onde ocorreu o acidente ainda resgataram a vítima da água, mas acabou por falecer.

Ao REGIÃO DE LEIRIA o presidente da Associação de Nadadores Salvadores da Nazaré, Daniel Meco, disse que a vítima ainda “foi resgatada com pulso, mas terá bebido muita água”, razão que terá estado na causa da morte.

O alerta para os bombeiros foi dado por volta das 13 horas e, além dos bombeiros voluntários da Nazaré, estiveram também no local a PSP, a Polícia Marítima e a Viatura Médica de Emergência e Reanimação do hospital de Leiria, cuja equipa ainda tentou reanimar a vítima, mas acabou por confirmar o óbito no local.

Quanto às circunstâncias do acidente, sabe-se apenas que a vítima terá sido arrastado e enrolado por uma onda quando se encontrava na praia com um amigo.

Dadas as condições do tempo, a Praia da Nazaré continua a registar uma grande afluência de banhistas, mas com a redução das áreas concessionadas, o areal mantém apenas duas zonas vigiadas distanciadas uma da outra.

O local do acidente é considerado de alguma perigo principalmente em dias com o mar revolto e bandeira vermelha. Daniel Meco defende, por isso, a criação de, pelo menos, mais uma zona vigiada.

A época balnear na Nazaré ainda não terminou, mas o balanço aponta para uma atividade intensa por parte dos nadadores salvadores, que este ano realizam diversos salvamentos, em particular no  mês de agosto.

Apesar de lamentar a morte ocorrida terça-feira, Daniel Meco disse não ter havido nenhuma vítima mortal nas zonas vigidas na Praia da Nazaré.

Artur Ledesma
artur.ledesma@regiaodeleiria.pt

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.