Assinar Edições Digitais
Saúde

Câmara de Pedrógão Grande leva rastreios médicos às aldeias

Quando a população não vai ao médico… o médico vai ao encontro da população. É esta a filosofia em Pedrógão Grande a partir do final do mês.

Quando a população não vai ao médico… o médico vai ao encontro da população. É esta a filosofia do presidente da Câmara de Pedrógão Grande, Valdemar Alves, que vai arrancar, no final do mês, com um programa de rastreios de saúde nas aldeias do município. “Falta muito trabalho de medicina preventiva em Pedrógão Grande”, justifica.

pedrogao
Prioridade é chegar a indivíduos com mais de 40 anos de todas as aldeias 

Em parceria com a GeSaúde (uma empresa com sede no concelho) a autarquia vai colocar uma carrinha, equipada com aparelhos de rastreio, em marcha pelas aldeias. O objetivo é dar aos munícipes a oportunidade de fazerem exames que permitam despistar riscos de doenças mortais, como o acidente vascular cerebral.

O município vai pedir a colaboração das associações e coletividades locais, para identificar a população e divulgar o projeto. “Queremos chegar a todas as aldeias, sem exceção”, frisa o autarca, explicando que os exames serão dirigidos sobretudo aos indivíduos com mais de 40 anos.

Os moldes em que o projeto vai decorrer estão ainda a ser estudados, pelo que Valdemar Alves não adianta pormenores quanto aos rastreios disponíveis e aos custos que a iniciativa implicará para os cofres da autarquia.

Porém, apesar do protocolo de colaboração com a GeSaúde ainda não ter sido formalizado, o autarca espera poder colocar a carrinha na rua ainda em abril, assim que as condições climatéricas melhorarem. “Isto tem de ser feito este ano”, salienta, acrescentando que, no arranque do projeto, serão privilegiados os munícipes que vivem em aldeias isoladas.

Sandra Mesquita Ferreira
sandra.ferreira@regiaodeleiria.pt

(Notícia publicada na edição de 3 de abril de 2014)