Select Page

Crónica irregular: Camões no Canadá

Crónica irregular: Camões no Canadá
Florência Lopes Dias, professora no Centro de Língua Camões em Toronto florencia_dias@hotmail.com

Ao chegar ao Canadá há cinco anos, deparei-me com uma realidade de ensino de português para a qual não estava preparada. O ensino de português aqui, neste país quase ártico, é formado sobretudo por uma paixão à nossa língua e cultura, por professores dedicados que lutam diariamente para que o português não morra entre as segundas e terceiras gerações de luso-descendentes.

Neste contexto, o Camões, I.P., através da incansável Coordenação de Ensino de Português no Canadá, tem oferecido valiosas ações de formação a todos estes professores. Tem ainda, promovido a leitura através de programas de incentivo e de várias visitas de escritores infanto-juvenis portugueses tanto às escolas das redes pública e católicas, com as quais existem protocolos de cooperação, como às várias escolas comunitárias. Assim, a motivação de ler em português torna-se maior. Embora os cortes no orçamento sejam significativos, com muita dedicação e apoios, o ensino de português há de continuar de vento em popa.

Há ainda o contexto de ensino a adultos, os quais aprendem por várias razões, desde casamentos mistos, negócios com países lusófonos, luso-descenden­tes que não aprenderam a língua ou apenas por gostarem do nosso país.

Quer no contexto dos jovens, quer dos adultos o ensino de português está de boa saúde e recomenda-se!

(texto publicado na edição de 18 de dezembro de 2014)

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Primeira Página

Pergunta da Semana

A carregar

Está a ser eficaz a lei da igualdade salarial entre géneros que entrou em vigor há um ano?

Obrigado pelo seu voto!
Já votou nesta pergunta!
Selecione uma das opções!

Publicidade

Newsletter Região de Leiria

app repórter no mundo