Select Page

Jovens de Leiria concorrem com quatro projetos ao Orçamento Participativo Jovem

A área da Sustentabilidade Ambiental é a que contempla mais projetos (66), seguindo-se as de Educação para as Ciências (46), Desporto Inclusivo (32) e Inovação Social (23)

São quatro os projetos apresentados por jovens de Leiria que se encontram a votação no âmbito do Orçamento Participativo Jovem (OP Jovem). O prazo de votação termina hoje.

Um deles, submetido por Henrique Querido, propõe a reflorestação do Pinhal de Leiria, com a plantação de pinheiros bravos, mediante seleção de “sementes de pinheiros que tenham sobrevivido para não se perder a genética”. O investimento previsto ronda os 40 mil euros e a intervenção pretende abranger os concelhos de Leiria, Marinha Grande e Pombal.  A proposta está a concurso com o número 172.

Ainda na área da sustentabilidade, Carolina Cruz propôs a criação de uma pequena rota pedestre em torno da Lagoa da Ervedeira, na freguesia do Coimbrão, com ligação à ciclovia da Estrada Atlântica já existente. A ideia passa por submeter o percurso para homologação da Federação de Campismo e Montanhismo de Portugal e inclui-lo na Rede Nacional de Percursos Pedestres. Aumentar o número de visitantes no concelho de Leiria e atrair mais consumidores de Turismo Natureza, incrementar a prática de exercício físico informal, aliando-o “à exploração e conhecimento do património natural, cultural e histórico de Leiria” são outros objetivos do projeto, identificado com o número 9. O orçamento associado é de 10 mil euros.

Tiago Gomes propôs, por sua vez, a criação de uma Oficina de Artesanato, a implementar nas freguesias de Ilha (Pombal) e de Monte Redondo (Leiria). A realização de um encontro entre gerações, que poderá passar por um colóquio sobre “a arte de saber trabalhar o junco, o bracejo ou o vime”, pretende traduzir-se num “call for papers de alcance nacional” e dar origem a um livro. De acordo com a proposta (identificada com o número 167), serão ainda realizadas oficinas dos diversos ofícios artesanais com intuito de reforçar o diálogo e a transmissão de saberes intergeracionais. Esta proposta foi orçada em 4.000 euros.

Ana Fonte lançou ainda uma proposta para implementar contentores de compostagem em hortas comunitárias, com o formato de um “porco muito amigável”, sendo objetivo aproveitar a matéria orgânica produzida como fertilizante nas horas comunitárias. O projeto, intitulado como “Porquinho Sam” (e identificado com o número 64), pretende ser implementado nos concelhos de Leiria e do Porto, tendo sido avaliado em 25 mil euros.

Os 167 projetos a votação podem ser consultados na página do OP Jovem em opjovem.gov.pt, sendo que o prazo de votação termina hoje, dia 22 de dezembro. Para votar basta enviar uma SMS para o 4310 com o número da proposta + espaço + 12 dígitos do número de Cartão de Cidadão. Exemplo: nº proposta (espaço) 012345678AB9.

Aberto à participação de jovens com idades entre os 14 e os 30 anos, o OP Jovem foi contemplado com um montante global de 300 mil euros, reservados a projetos nas áreas do desporto inclusivo, educação para as ciências, inovação social e sustentabilidade ambiental.

Não implicar a construção de infraestruturas e beneficiar mais do que um município foram alguns dos critérios de admissão. Os resultados da votação serão divulgados na próxima semana.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Siga-nos

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Primeira Página

Pergunta da semana

A carregar

Concorda com a criação de um imposto para financiar a Proteção Civil?

Obrigado pelo seu voto!
Já votou nesta pergunta!
Selecione uma das opções!

Semana de Moldes 2018

Share This