Select Page

Municípios da região aderem à Hora do Planeta

Municípios da região aderem à Hora do Planeta

A iniciativa Hora do Planeta vai ser assinalada este sábado, dia 24, em vários municípios da região.

Entre as 20h30 e as 21h30 vários edifícios, alguns dos quais monumentos da região, vão apagar as luzes, de forma a consciencializar a população para a questão das alterações climáticas.

O castelo e a Torre do Relógio de Pombal, o edifício dos Paços do Concelho de Leiria são alguns dos locais a aderir à Hora do Planeta.

Em Porto de Mós, por exemplo,  o castelo estará apagado durante 60 minutos. Mas o município vai mais além e compromete-se, ainda, a reduzir em 5% o consumo de energia no edifício dos Paços do Concelho e a desligar, durante a Hora do Planeta, a iluminação pública dos centros das vilas do concelho: Porto de Mós, Mira de Aire e Juncal. Já em Alcobaça, a iluminação da fachada do Mosteiro de Alcobaça, a iluminação exterior do edifício dos Paços do Concelho e a iluminação do Jardim do Tribunal também serão desligadas.

Em Portugal, a iniciativa, promovida pela Organização Global de Conservação da Natureza WWF, que promove a ação solidária desde 2007, regista a adesão de 86 municípios portugueses. O movimento conta com a participação de mais de 180 países pelo mundo.

Entre os monumentos que se comprometeram a apagar as luzes estão o Cristo Rei, o Castelo de São Jorge, a Torre de Belém ou o Mosteiro dos Jerónimos, na região de Lisboa, o Museu do Mar, em Cascais, os castelos de Guimarães, de Silves e de Figueira de Castelo Rodrigo, o Santuário do Sameiro e do Bom Jesus (Braga), a Casa Amarela (Viseu), a Ponte D. Maria, Convento S. Francisco (Santarém) ou a Ponte D. Luiz (Porto).

A Associação Natureza Portugal WWF (ANP|WWF), defende que “é possível travar as alterações climáticas com pequenas mudanças de hábitos quotidianos, como a utilização de menos combustíveis fósseis privilegiando meios de transporte amigos do ambiente”.

No ano passado, a Hora do Planeta atingiu um recorde mundial, com 3.100 monumentos a ficarem às escuras em 187 países e territórios.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Siga-nos

Primeira Página

Semana de Moldes 2018

Publicidade

Pergunta da semana

A carregar

Concorda com a criação de um imposto para financiar a Proteção Civil?

Obrigado pelo seu voto!
Já votou nesta pergunta!
Selecione uma das opções!

Share This