Select Page

População de Caranguejeira consternada com morte da “cozinheira Irene”

A população de Caranguejeira, Leiria, está consternada com a morte de Irene Brigído, mais conhecida como cozinheira Irene, na sequência de um acidente ocorrido esta quarta-feira, na Sérvia, para onde viajara com a família para assistir ao casamento do filho.

A filha, que está grávida, sofreu ferimentos graves e está hospitalizada. Encontra-se em situação estável e fora de perigo assim como o bebé, adiantou ao REGIÃO DE LEIRIA Joaquim Mónico, presidente da Junta de Freguesia da Caranguejeira.

Segundo informação que lhe foi transmitida, a família – Irene, o marido, a filha e o genro – viajou de avião até à Hungria, tendo alugado um carro no aeroporto para seguir caminho. Na autoestrada, o veículo avariou, tendo sido alertada a polícia que se deslocou ao local. Estavam todos na faixa de segurança quando o condutor de um outro carro terá parado para pedir informações aos agentes. Terá sido então que uma terceira viatura embateu na segunda, que por sua vez atropelou Irene Brígido e a filha, Patrícia, que se encontravam junto aos rails. O acidente terá ocorrido ao final da tarde.

Irene Brígido, muito acarinhada na freguesia, era cozinheira na EB 2,3 Dr. Correia Alexandre e colaborava na maioria dos eventos que decorriam na vila e lugares vizinhos, promovidos pela paróquia, associações e instituições locais. 

“Era muito prestável e sempre que era solicitada estava sempre disponível, nunca dizia que não”. Antes de viajar terá mesmo deixado tudo orientado para a realização do Festival do Porco, que estava agendado para este fim de semana. “É uma perda tremenda”, considera o autarca, que ficou chocado com a notícia que também abalou a  freguesia.

Em homenagem a Irene Brígido, a paróquia decidiu adiar a Festa da Família Paroquial da Caranguejeira – Festival do Porco, para data ainda a anunciar. Também o Festival de Música Infantil, marcado para domingo, foi adiado.

Joaquim Mónico refere ainda que a Junta de Freguesia foi contactada esta quinta-feira por um amigo do noivo, que também viajou para a Sérvia, para pedir uma certidão de modo a acelerar a trasladação do corpo da vítima para Portugal.

MR

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Siga-nos

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Primeira Página

Pergunta da semana

A carregar

Concorda com a criação de um imposto para financiar a Proteção Civil?

Obrigado pelo seu voto!
Já votou nesta pergunta!
Selecione uma das opções!

Semana de Moldes 2018

Share This