O porto da Figueira da Foz quer consolidar-se como uma âncora do comércio internacional da região centro, sobretudo no que respeita à exportação de mercadorias. Esta foi uma das ideias centrais da conferência “Desafios da Exportação”, organizada pelos jornais REGIÃO DE LEIRIA e Jornal da Bairrada, que decorreu esta quarta-feira, dia 30, na Figueira da Foz.

Um painel constituído por dez personalidades analisou, perante uma plateia de 100 pessoas, no auditório do porto, formas de aproveitar as oportunidades que a infraestrutura oferece, numa altura em que prepara novos investimentos, na sequência de outros recentes, que visam aumentar a sua capacidade e operacionalidade.

A ideia fundamental é que a região centro, incluindo o distrito de Leiria, deve unir-se no sentido de criar uma estratégia de desenvolvimento comum, no domínio do comércio internacional, que privilegie o porto da Figueira da Foz, bem como a modernização da Linha Férrea do Oeste – duas infraestruturas consideradas complementares -, em detrimento do transporte rodoviário, que tenderá a ser menos competitivo.

A próxima edição do REGIÃO DE LEIRIA dará conta em detalhe do conteúdo desta conferência, cuja organização incluiu também o Porto da Figueira da Foz e a Comunidade Portuária do Porto da Figueira da Foz.