Um grupo de cinco homens, com idades compreendidas entre os 34 e 59 anos, foi identificado pela GNR por suspeita de captura de meixão (enguia-juvenil), no rio Lis, em Vieira de Leiria.

No âmbito de uma ação de fiscalização, na quinta-feira, 26 de dezembro, os militares identificaram os indivíduos “por suspeita de pesca ilegal” e apreenderam 1.151 gramas de meixão, refere um comunicado do comando territorial da GNR de Leiria.

O meixão vendido no mercado final (países europeus e asiáticos) poderia atingir um valor de 1.500 euros, segundo as autoridades policiais, que apreenderam as artes de pesca que os homens “manuseavam, denominadas por capinete ou arca”.

A enguia-juvenil por se encontrar viva, foi devolvida ao rio.

“A enguia europeia (Anguilla anguilla) é uma espécie considerada em perigo e tem sofrido grande redução em razão da pesca ilegal, impedindo o normal ciclo de reprodução, colocando em causa a sustentabilidade da espécie”, alerta a GNR.

A ação de fiscalização foi desenvolvida pelo Núcleo de Proteção do Ambiente de Leiria e posto territorial da GNR de Vieira de Leiria.