O Farol do Penedo da Saudade, S. Pedro de Moel, manteve a liderança no número de visitas no distrito, mas registou uma queda acentuada em relação ao ano anterior, revelam os dados das visitas aos faróis portugueses em 2019. O ano passado, o farol instalado no concelho da Marinha Grande, contou com 1.475 visitantes, seguindo-se o farol do cabo Carvoeiro com 1.164 visitantes, revelam os dados da Direção de Faróis. Em terceiro lugar no distrito de Leiria ficou o farol da Berlenga, com 775 visitas. No total, os três faróis ultrapassaram a fasquia das três mil visitas, mas registaram uma queda significativa em relação a 2018, ano em que o farol do Penedo da Saudade recebeu 2.502 visitantes. Também em 2018, 2.141 pessoas visitaram o farol do Carvoeiro e foram contabilizadas 1.511 visitas na Berlenga. Não deixará, contudo se ser relevante lembrar que o ano passado entrou em vigor a limitação de visitas àquela ilha do concelho de Peniche. A nível nacional, o Farol da Ponta do Pargo, na Madeira, lidera os números de 2019, com 15.101 visitantes. Segue-se o Farol de Aveiro, com 13.457. O Farol do Arnel, nos Açores, com 10.606 visitantes, foi o terceiro mais visitado. Os 28 faróis portugueses abertos ao público no Continente, Madeira e Açores receberam este ano 85 071 visitantes. Em 2018, tinha-se registado o número recorde de 101.613 visitantes, Esse foi um ano “atípico”, considera a Direção de Faróis.