Select Page

Empresário leiriense morre em fossa pecuária numa herdade na Chamusca

Rui Cordeiro, ao centro, acompanhado da mulher e do então presidente de Câmara de Leiria, Raul Castro, na inauguração do Lisotel Foto: António Pedrosa

Quatro pessoas caíram esta tarde dentro de “uma fossa” de uma exploração pecuária em Chamusca, distrito de Santarém, tendo uma delas sido retirada em “estado grave”. A propriedade pertence a um empresário de Leiria e este será uma das três vítimas mortais deste acidente.

O alerta foi dado pelas 15h33 e o acidente ocorreu na Herdade da Galega, concelho da Chamusca, adiantou fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Santarém ao REGIÃO DE LEIRIA.

“Quatro pessoas caíram dentro de uma fossa pecuária”, disse fonte do CDOS de Santarém, adiantando que uma das vítimas, com 20 anos, foi resgatada “em estado grave e transportada para o hospital de Santarém”.

O funcionário da herdade estaria a limpar a fossa e terá perdido os sentidos.

Segundo o Correio da Manhã, o proprietário do empreendimento turístico, Rui Cordeiro, e um filho, de 30 anos, terão ido em socorro da primeira vítima, mas terão ficado inconscientes, devido à elevada presença de gás metano, e caíram para o interior da fossa.

Um quarto indivíduo, de 20 anos, filho do empresário, também procurou auxiliar mas terá conseguido sair do local e foi transportado em estado grave para o hospital de Santarém.

Rui Cordeiro é de Leiria, tem 50 anos, e é dono das empresas Captágua, Tubofuro e do hotel Lisotel, ambos em Ortigosa, Leiria.

Às 19 horas, as três vítimas já tinham sido localizadas no interior da fossa e as autoridades estavam a proceder a manobras para a retirada dos indivíduos, acrescenta o CDOS de Santarém.

“Estão três mortos confirmados, do sexo masculino, com 30, 34 e 50 anos”, acrescentou fonte da Guarda Nacional Republicana (GNR), pelas 21h25, quando dois dos corpos já tinham sido retirados.

Segundo o CDOS de Santarém, durante o acidente uma quinta pessoa – uma mulher de cerca de 25 anos, de acordo com a GNR -, que será familiar das vítimas, terá sido acometida de uma doença súbita e foi assistida pelo Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) no local.

No local estão os bombeiros da Chamusca, Entroncamento, Constância, Golegã e Municipais de Alpiarça, como também a GNR e a Polícia Judiciária.

No local, entre os 33 elementos e as 14 viaturas, está também uma unidade de psicólogos, adianta o CDOS Santarém.

MG/Lusa

Trackbacks / Pingbacks

  1. Funeral de empresários leirienses realiza-se na terça-feira – Arquivo de Memória. Amor - […] Duarte Cordeiro e Gonçalo Pereira Duarte, duas das três vítimas que caíram numa fossa, na Herdade da Galega (Chamusca), no sábado…
  2. Causas da morte do empresário Rui Cordeiro investigadas pela Polícia Judiciária – Arquivo de Memória. Amor - […] A tragédia que ontem vitimou três pessoas, duas delas naturais do concelho de Leiria, está a gerar uma onda de manifestações…
  3. Quatro pessoas caíram em fossa de suinicultura com 6 metros de profundidade na Chamusca. Há três mortos e um ferido grave – Arquivo de Memória. Amor - […] o Região de Leiria, o empresário Rui Cordeiro era, além de proprietário da Herdade da Galega, dono das […]

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Primeira Página

Pergunta da Semana

A carregar

É possível acabar com as manifestações de racismo nos estádios de futebol?

Obrigado pelo seu voto!
Já votou nesta pergunta!
Selecione uma das opções!

Publicidade

Newsletter Região de Leiria

app repórter no mundo