O projeto +Indústria atribui este ano 48 bolsas a estudantes, oferecidas por 39 empresas, e apoia a remodelação de cinco quartos nas residências, no âmbito da colaboração entre o Politécnico de Leiria e o tecido empresarial da região.

Esta iniciativa, considerada “pioneira, colocou empresas a premiar o mérito dos melhores estudantes que ingressam no ensino superior, atribuindo-lhes bolsas anuais no valor da propina”. A cerimónia de entrega está marcada para terça-feira, dia 3, no Teatro José Lúcio da Silva, em Leiria.

“Pretende-se proporcionar aos estudantes o contacto mais próximo com o tecido empresarial desde o primeiro ano, através da formação em contexto de trabalho e do desenvolvimento de projetos em parceria com as empresas, colocando em prática os conteúdos programáticos das unidades curriculares lecionados ao longo do seu curso”, explica o presidente do Politécnico de Leiria, Rui Pedrosa.

É também objetivo “estabelecer uma aproximação entre as indústrias, os estudantes, os professores e os investigadores, criando-se sinergias de transmissão de conhecimento entre o meio empresarial e o meio académico que potenciem a investigação e a inovação”, adianta Rui Pedrosa.

As bolsas do projeto +Indústria são financiadas pelo tecido empresarial da região de Leiria, que, desde 2013, “se comprometeu, em parceria com o Politécnico de Leiria, a desenvolver ações que aproximem a academia da realidade industrial, a promover a formação em contexto empresarial, a disseminar o conhecimento e tecnologia, e a realizar ações de responsabilidade social conjuntas, beneficiando estudantes, professores e empresas”.

Ao abrigo do protocolo +Indústria, celebrado entre o Politécnico de Leiria, Associação Empresarial da Região de Leiria e a Associação Nacional da Indústria de Moldes, foram apoiados, desde 2013, 184 estudantes, por 60 empresas.