Assinar Edições Digitais
Alcobaça

Arquiteto alcobacence participa na Bienal de Veneza

João Siopa Alves, de 28 anos, vive e trabalha atualmente em Lisboa

Joao Siopa Alves

O arquiteto alcobacense João Siopa Alves foi convidado para participar na 17.ª Bienal de Arquitetura de Veneza, que se realizará entre os meses de maio e novembro do próximo ano, depois de ter sido adiada devido à pandemia. O convite surgiu depois de vencer, com dois colegas, um concurso público da Câmara de Cascais com um projeto para a conceção de habitação coletiva e residência de estudantes em Carcavelos.

Os arquitetos integram a representação portuguesa “in Conflict”, comissariada pela Direção-Geral das Artes e tem como equipa de curadoria o colectivo depA architects, que assume igualmente o projecto expositivo. João Siopa Alves, Gil Cardoso e Charles Cossement vão apresentar em Itália o projeto vencedor de Carcavelos.

O jovem arquiteto, de 28 anos, viveu e estudou em Alcobaça até ingressar no ensino superior, na Faculdade de Arquitetura da Universidade de Lisboa. A viver na capital, trabalha atualmente no atelier Aires Mateus e Associados e desenvolve ainda projetos autónomos, como aquele que lhe deu passaporte para a Bienal de Veneza.

“É um orgulho sermos convidados para participar na Bienal de Veneza ao lado de colegas e amigos com trabalhos ótimos a representar a boa arquitetura que se pensa em Portugal”, sublinhou João Siopa Alves.

O alcobacense tem-se destacado em diversos concursos, tendo sido um dos finalistas portugueses do Young Talent Architecture Award (YTAA) em 2018, um dos finalistas do Prix W 2018, além de ter conquistado o 3.º prémio no concurso do museu Nacional da Liberdade no forte de Peniche, o 3.º lugar no concurso Sommer Pavillion em Cascais e uma menção honrosa no concurso Archiprix Portugal 2018.