Assinar
Leiria

Agente da PSP de Leiria detido por violência doméstica fica proibido de comprar armamento

O arguido, de 50 anos, é suspeito de violência doméstica sobre a mulher.

agente da PSP

O agente da PSP de Leiria que foi detido na quinta-feira por violência doméstica sobre a mulher ficou proibido de contactar a vítima e de comprar armamento.

“Proibição de contactos com a vítima e proibição de aquisição de armamento” foram as medidas de coação impostas ao agente, após ser presente a primeiro interrogatório judicial, referiu a fonte da GNR à Lusa.

A detenção do suspeito, de 50 anos, ocorreu cerca das 15 horas de ontem, no centro da cidade de Leiria, embora o processo se reporte ao concelho de Pombal, apurou o REGIÃO DE LEIRIA.

A detenção foi efetuada “fora de flagrante delito”, e “em cumprimento de mandado emitido pela entidade judicial competente”, avançou ontem o comando da PSP de Leiria em comunicado.

A mesma nota acrescenta que “já se encontrava a decorrer um processo disciplinar” contra o polícia agora detido “pelos factos que deram origem à detenção” e que o suspeito se encontrava “desarmado e afastado do serviço por motivos de saúde”.

O arguido foi presente esta manhã a tribunal.

Com Lusa

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.