Assinar
Mercado

Ovos biológicos de galinhas criadas ao ar livre são a nova aposta da CAC

Empresa com sede na Bidoeira de Cima garante que as galinhas poedeiras têm “das melhores condições” de circulação, alimentação, descanso e produção.

A Companhia Avícola do Centro (CAC), com sede na Bidoeira de Cima, Leiria, anunciou hoje o lançamento dos Ovos Matinados BIO nas classes M/L, provenientes de galinhas criadas ao ar livre em modo de produção biológica.

Segundo a empresa, o modelo de produção destaca-se pelo espaço que proporciona aos animais dentro e fora dos pavilhões: no interior, as aves vivem em granjas cujos ninhos e poleiros estão protegidos de intempéries ou predadores naturais, “usufruindo das melhores condições para descansarem e produzirem ovos”; no exterior, ficam livres para circularem à vontade, “alimentando-se exclusivamente de produtos biológicos à base de milho, trigo, girassol, soja e luzerna”.

Para o presidente do Conselho de Administração da CAC, Manuel Sobreiro, a aposta surge como resposta a “uma tendência mundial”, o modo de produção biológico, “que já suscitava uma enorme procura entre os nossos consumidores de ovos”.

A empresa considera os ovos agora disponibilizados “efetivamente diferenciadores e de grande qualidade”, garantindo que o seu lançamento resulta de “investimentos de vanguarda e num controlo de qualidade irrepreensível”.

“Não temos dúvidas que as novas gerações receberão os Matinados BIO com entusiasmo e agrado”, frisa Manuel Sobreiro.

Fundada em 1986 através da associação de 13 produtores que tinham 120 mil galinhas poedeiras, o grupo CAC tem hoje cerca de 2,25 milhões de galinhas poedeiras em sistema produtivo de gaiola, solo, ar livre e biológico.

Anualmente representa uma faturação de mais de 80 milhões de euros, empregando 210 trabalhadores.

Sob a marca Matinados, a CAC comercializa ovos produzidos em 10 quintas de galinhas ao ar livre, localizadas no norte e centro de Portugal. A classificação e embalamento é efetuado nos centros de classificação localizados em Leiria (2), Guimarães e Tondela.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.