Assinar


Autárquicas

Autárquicas: BE candidata Célia Cavalheiro à Câmara de Pombal

Licenciada em Engenharia Civil, a candidata foi projetista, professora no ensino superior, diretora de obras e é, atualmente, explicadora de Matemática.

O Bloco de Esquerda (BE) vai candidatar Célia Cavalheiro à Câmara de Pombal, no distrito de Leiria, nas próximas eleições autárquicas, anunciou hoje o partido.

“O objetivo é que o Bloco ganhe um espaço político no concelho. A democracia concelhia precisa de representatividade à esquerda”, disse à agência Lusa Célia Cavalheiro que, nas últimas autárquicas, foi cabeça de lista à Assembleia Municipal de Pombal, tendo sido a primeira eleita do partido no município.

Considerando ser “a pessoa mais preparada para o efeito”, Célia Cavalheiro adiantou que “convém ter experiência política e os quatro anos de Assembleia” deram-lhe “alguma experiência para agora concorrer a um cargo mais exigente”.

Citada numa nota de imprensa, a candidata afirma que “a política local em Pombal definha a olhos vistos, após quase três décadas de maioria do PSD”.

“Cultivando a máxima ‘quem não está connosco, está contra nós’, implementaram uma estrutura que afastou as pessoas da participação cívica e da construção da comunidade, fazendo-as viver com medo de assumir outros ideais políticos”, refere a cabeça de lista, aderente do Bloco.

Célia Cavalheiro sustenta que, dando continuidade ao programa das últimas eleições autárquicas, o BE “quer ser uma lufada de ar fresco no concelho, criando uma cultura de participação cívica que resulte num modelo alternativo de desenvolvimento local, garantindo democracia, preservação do ambiente, trabalho com direitos, inclusão e respeito pela diferença”.

“Querer mais democracia é querer mais e melhor emprego, combatendo a precariedade. É preciso trabalhar com as maiores instituições do concelho e estudar as suas cadeias de fornecedores, para conhecer o que é produzido e o que pode começar a ser, criando emprego de qualidade”, salienta.

Para a candidata, Pombal “precisa de soluções políticas que travem a destruição” do ecossistema e “tragam qualidade de vida a todos”.

“Queremos fazer chegar o saneamento básico a todas as populações, travar a expansão ilegal das pedreiras”, exemplifica, acrescentando a revitalização do rio Arunca e o reinvestimento nos espaços verdes da cidade.

Segundo a cabeça de lista, de 50 anos, o município deve ainda “empenhar-se na construção de uma comunidade que garanta plenos direitos de cidadania às suas pessoas, que combata discriminações e que integre todas e todos na vida comunitária”.

Licenciada em Engenharia Civil, Célia Cavalheiro foi projetista, professora no ensino superior, diretora de obras e é, atualmente, explicadora de Matemática.

A candidata do BE à Assembleia Municipal é Lina Oliveira, professora.

Nas últimas autárquicas, para a câmara, o PSD obteve cinco de nove mandatos, o movimento independente Narciso Mota – Potencial Humano conquistou três e o PS um mandato.

O PSD candidata Pedro Pimpão, presidente da Junta de Pombal, o PS a advogada Odete Alves, atual vereadora, e a CDU o independente Jaime Portela, professor.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.