Assinar
Peniche

Homem condenado a prisão por violência doméstica sobre mãe e irmão deficiente

O arguido, de 46 anos, foi condenado pela prática de dois crimes de violência doméstica agravada

justiça tribunal

O Tribunal de Peniche condenou um homem a quatro anos de prisão efetiva por violência doméstica agravada sobre a mãe, de 79 anos, e o irmão deficiente, informou hoje o Ministério Público (MP) de Leiria na sua página na Internet.

O arguido, de 46 anos, foi condenado pela prática de dois crimes de violência doméstica agravada após o tribunal dar como provados todos os factos da acusação, concluindo que aquele “molestou verbal, psicológica e fisicamente a sua mãe, de 79 anos, e o seu irmão, portador de défice cognitivo, na residência onde os três viviam”, refere o MP.

Entre 2016 e novembro de 2020, com maior incidência a partir de maio de 2020, o agressor, consumidor diário de bebidas alcoólicas e sem atividade profissional ou ocupacional, “exigia sistematicamente dinheiro às vítimas” para os seus vícios, álcool e tabaco.

Quando as vítimas recusavam, o homem partia e danificava objetos em casa, gritava, insultava e batia em ambos, “desferindo-lhes palmadas, socos e pontapés”, descreve o MP.

Em novembro de 2020, “entrou no quarto onde o irmão estava a dormir e apertou-lhe, com força, a cabeça contra a almofada, impedindo-o de respirar”.

O homem foi ainda condenado a pagar uma indemnização de mil euros, por danos não patrimoniais, a cada uma das vítimas.

O arguido, que já antes tinha sido condenado por crime de condução de veículo em estado de embriaguez, está em prisão preventiva desde meados de fevereiro deste ano.

O homem recorreu da sentença, proferida em 11 de março.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.