Assinar


Leiria

Dupla da ESAD chega ao pódio em concurso nacional graças a solução para a indústria cerâmica

“Forma Cerâmica” é a designação do projeto premiado no Concurso Nacional Poliempreende

“Forma Cerâmica” é a designação de um projeto concebido por dois estudantes da ESAD e que conquistaram o segundo lugar no Concurso Nacional Poliempreende, realizado a semana passada no Politécnico de Santarém.

A ideia de Pedro Carvalho e Sílvia Teixeira, assim se chamam os dois estudantes premiados, “consiste em oferecer à indústria cerâmica vários serviços dentro do mesmo espaço, integrando todo o processo de modelação cerâmica e utilizando novas ferramentas como a prototipagem”.

Os alunos Pedro Carvalho e Sílvia Teixeira acompanhados por Rui Pedrosa e Ana Sargento, responsáveis do Politécnico de Leiria

A explicação é avançada pelo Politécnico de Leiria que, numa nota de imprensa, revelou esta terça-feira, a distinção conseguida pelos dois alunos da Escola Superior de Artes e Design das Caldas da Rainha, e que é acompanhada de um prémio monetário de cinco mil euros que pode ser canalizado para alavancar esta inovação no mercado.

A proposta apresentada ao concurso, que decorreu de 13 a 16 de setembro, pretende esbater os efeitos da escassez de profissionais qualificados para esta indústria, com a “concentração de serviços num só lugar, contornando atuais constrangimentos afetos a questões logísticas e custos acrescidos ao longo do processo de produção”, explica o politécnico da cidade do Lis.

O projeto está agora a ser concebido em parceria com um engenheiro aeroespacial com vista ao desenvolvimento da primeira máquina de fabricação aditiva de cerâmica para fins industriais, reforça a nota do politécnico.

Entretanto, o Politécnico de Leiria revelou ter conseguido um outro segundo prémio, no valor de três mil euros, desta feita  no Concurso de Casos de Co-Criação de Inovação, através do projeto “Creating SM@RT Walls”.

Equipa classificada em segundo lugar no Concurso de Casos de Co-Criação de Inovação

Na base desta distinção está a PCTS Intelligent Spaces, empresa sediada na região de Leiria especializada no desenvolvimento de paredes que se podem mover e adaptar às necessidades dos seus utilizadores.

A empresa, avança um comunicado do Politécnico de Leiria, lançou o desafio de agregar valor às paredes móveis que já produz, como a capacidade de comunicar através delas com o mundo e de lhes integrar recursos novos e inovadores. 

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.