Assinar
Leiria

Histórias de vida de trabalhadores domésticos e hoteleiros contadas em site

Inclui imagens e discursos produzidos em torno destas classes profissionais

Um site dedicado a histórias de vida de trabalhadores domésticos e hoteleiros, contadas a partir das suas experiências e memórias, com o nome “Memórias de Servidão”, foi lançado sob coordenação de Inês Brasão, docente da Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar do Politécnico de Leiria

O projeto, que inclui imagens e discursos produzidos em torno destas classes profissionais, tem o principal propósito de “transformar-se numa plataforma de divulgação e reflexão em torno do trabalho servil doméstico e hoteleiro, centrado numa perspetiva histórica, tema que tem tido pouco reconhecimento no panorama da academia em Portugal”, refere Inês Brasão, também investigadora do CiTUR – Centro de Investigação, Desenvolvimento e Inovação em Turismo do Politécnico de Leiria.

“No nosso país, o sindicato original destes dois tipos de trabalhadores [domésticos e hoteleiros] era comum e a nomenclatura profissional é extremamente similar (cozinheira, empregada de limpeza, governanta, motorista, criado de mesa, etc.). As histórias de vida, recolhidas oralmente, serão devidamente catalogadas e editadas depois de transcritas. Todos os direitos de anonimato serão preservados”, adianta Inês Brasão.

O site está aberto à participação de todos, investigadores e comunidade, para se constituir enquanto corpo vivo de memórias do trabalho servil, doméstico e hoteleiro.

Os visitantes podem automaticamente contar a sua história no separador existente para esse efeito. No entanto, por uma questão de controlo do material de edição, a história só se tornará visível depois de aprovação por parte do administrador.

O autor da história poderá também previamente entrar em contacto com a equipa do projeto, através do e-mail memoriasdeservidao@gmail.com, para esclarecer dúvidas ou para solicitar que a sua história seja contada oralmente, através de testemunho gravado.

“Em coerência com o meu percurso letivo, bem como de investigação, este projeto pretende criar uma oportunidade para alargar a base de investigação em torno da história dos servidores domésticos e hoteleiros”, refere Inês Brasão.

Em breve, pretende protocolar um acordo com o CiTUR, no sentido de obter apoio e financiamento para um projeto de recolha de histórias de trabalhadores hoteleiros e da restauração, nas suas mais diversas categorias. “A seu tempo, gostaríamos ainda de promover o site junto da comunidade científica para melhor chegar aos objetivos que nos propomos e, também, poder alcançar um maior grau de retorno e colaboração em rede”, aponta a docente.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.