Assinar
Cultura

Vestata quer dar palco a todos os artistas e entidades culturais de Alcobaça

O novo ciclo de música e artes arranca este sábado, dia 26. Até 6 de maio, estão pensados mais de 20 momentos.

A Orquestra Académica Metropolitana de Lisboa abre o Vestata este sábado, dia 26, com um concerto no Cine-Teatro de Alcobaça, que percorre obras de Mozart, Beethoven e Mendelssohn OAM

Conhecida como terra de músicos, Alcobaça tem, no entanto, mais para contar. É com o objetivo de dar palco a todas as organizações e entidades que compõem o tecido cultural do concelho, que a banda da Sociedade Filarmónica Vestiariense lança o ciclo Vestata.

A programação é vasta e inclui concertos, teatro de rua, exposições e sessões de contos musicados para os mais novos. João Gaspar, diretor artístico do novo festival, explica que a intenção é disponibilizar à comunidade “uma oferta cultural diversificada”, promovendo o desenvolvimento de hábitos culturais.

Neste âmbito, é o ciclo que vai às pessoas, partindo do campo para o centro da cidade, onde acontece a maioria das iniciativas, nomeadamente no Mosteiro de Alcobaça, Centro Histórico e Cine-Teatro.

Vestata destaca bandas e artistas locais e da região, com especial enfoque nas filarmónicas do concelho, como as de Turquel, Maiorga, Pataias e Vestiaria. A intenção, explica João Gaspar, é conferir ainda mais destaque às filarmónicas em edições futuras.

E como outro objetivo do ciclo é promover os estabelecimentos do concelho, os locais onde acontecem as atuações foram escolhidos a dedo. É o caso da Loja Granja de Cister, que recebe as “Noites na Granja” ao longo de todo o festival.

Mas mais do que uma oportunidade de promover os produtos regionais à venda naquela loja, os concertos revelam-se um tanto “improváveis”, porque acontecem na sala debulhadora do espaço.

O programa conta com a participação de convidados nacionais, como a Orquestra Académica Metropolitana de Lisboa, que abre o ciclo este sábado, dia 26, num concerto no Cine-Teatro de Alcobaça, dedicado a obras de Beethoven, Mendelssohn e Mozart. Os bilhetes custam 5 euros e estão disponíveis aqui.

Outro artista nacional que marca presença em Alcobaça é a acordeonista Andreia Sofia Rodrigues, que protagoniza uma viagem musical “Do Barroco ao Corridinho”, com temas emblemáticos, no dia 22 de abril, na Granja de Cister.

Do Bangladesh chegam vários artistas para dar vida à exposição “Crossing Continente”, no Atelier Galeria Cheila Peças: é uma das cinco exposições a visitar no âmbito do Vestata.

Também Emanuel Moura marca presença neste ciclo, para uma noite de fado humorístico. Será no dia 29 de abril, na Sociedade Filarmónica Vestiariense, na Vestiaria, às 21h30.

Para os fãs de arte dramática, o programa contempla a apresentação da peça “Um Lugar como outro Qualquer” do grupo de teatro Prata da Casa, da Vestiaria, ao longo de três dias – 9, 16 e 30 de abril -, no Mosteiro de Alcobaça, no centro histórico de São Martinho e na Praça D. Afonso Henriques, em Alcobaça, respetivamente.

O ciclo termina a 6 de maio com jazz tocado pelo guitarrista Hugo Trindade & Friends, igualmente na Vestiaria, pelas 22 horas. Nesta primeira edição, a expetativa é atrair cerca de mil espectadores, espera o diretor artístico.

Informações sobre bilhetes através do email: festivalvestata@gmail.com.

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é assinante, entre com a sua conta. Entrar