Assinar
Mercado

Nerlei faz anos e apresenta “caderno de encargos” ao ministro da Economia e do Mar

Os custos da energia, a necessidade de capitalizar as empresas e a falta de mão de obra qualificada preocupam as empresas da região.

Joaquim Dâmaso

O presidente da Associação Empresarial da Região de Leiria (Nerlei) apresentou ao Ministro da Economia e do Mar um “caderno de encargos” sobre problemas que afetam as empresas, durante o jantar-conferência comemorativo do 37º aniversário da associação empresarial.

Os custos da energia, a necessidade de capitalizar as empresas e a falta de mão de obra qualificada foram os temas centrais da intervenção de António Poças, durante jantar-conferência que decorreu na noite de quinta-feira, dia 23, no Edifício Nerlei, em Leiria.

O Ministro da Economia e do Mar, António Costa Silva, respondeu ao “caderno de encargos”, como lhe chamou, apresentado pelo presidente do Nerlei, numa intervenção em que elogiou o tecido empresarial da região e a sua importância, por exemplo, no contexto dos investimentos previstos no Plano de Recuperação e Resiliência (PRR).

No decurso do jantar-conferência foi homenageado com o Prémio Carreia o empresário Olímpio Caseiro (presidente do conselho de administração da Vipex, SA) e distinguidas 12 empresas associadas da Nerlei com 50 ou mais anos de atividade: Anibal H. Abrantes – Indústrias de Moldes e Plásticos, SA; Avenal Petfood, SA; Cartonarte – Indústria de Cartonagem, Lda; Costa & Irmãos, Lda; Empresa Jornalística Região de Leiria, Lda (detentora do jornal REGIÃO DE LEIRIA); Eurosol – Investimentos Turísticos, Lda; , Fagir® (Scpg, SA); Grutas de Mira de Aire – Empreendimentos Turísticos e Espeleológicos, SA; J. Roldão Seiça & Tavares, SA; N. Belchior, Lda; e Roca, SA. Foi ainda homenageada a empresa Ribeiros & Matos – Transformação De Pedra, Lda que não esteve presente.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.

Deixar um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Artigos relacionados

Subscreva!

Newsletters RL

Saber mais

Ao subscrever está a indicar que leu e compreendeu a nossa Política de Privacidade e Termos de uso.