Assinar
Sociedade

Politécnico de Leiria desenvolve plataforma de voluntariado para criar currículo social

Em “Transforma Politécnico de Leiria”, os estudantes têm a oportunidade de se inscrever em ações de voluntariado na região.

A plataforma foi apresentada na Escola Superior de Educação e Ciências Sociais (ESECS), do Politécnico de Leiria Politécnico de Leiria

O Politécnico de Leiria vai arrancar no próximo ano letivo com uma plataforma de voluntariado em formato online, que permitirá aos estudantes inscreverem-se e adquirirem um currículo social, disse hoje o presidente daquela instituição de ensino superior.

“O Politécnico de Leiria tem feito um trabalho para aumentar a responsabilidade social e o voluntariado da sua comunidade académica, em particular, dos nossos estudantes. Encontrámos um projeto inspirador no Brasil que se chama ‘Transforma Brasil’. Trata-se de uma plataforma onde são colocadas ações de voluntariado e onde as pessoas individualmente se inscrevem para apoiarem uma determinada ação”, explicou Rui Pedrosa.

O presidente do Politécnico de Leiria lembrou que, durante a pandemia, com o apoio da Fórum Estudante e da Direção-Geral de Ensino Superior, foi criada a plataforma ‘Transforma Portugal’.

“Agora a ideia é a de que esta plataforma venha também para gerar impacto nas instituições de ensino superior. Somos o primeiro politécnico a ter a ‘Transforma Politécnico de Leiria’. O grande objetivo é que nós e a comunidade envolvente – os municípios, as organizações sociais, as coletividades, o Centro Hospitalar de Leiria – possam colocar nesta plataforma ações que precisem de voluntários para que a nossa comunidade académica, em particular os nossos estudantes, se consigam inscrever e fazer um ‘match’ entre os seus interesses e as necessidades de voluntariado que existem na região”, adiantou Rui Pedrosa.

Para o responsável, esta iniciativa irá permitir aos estudantes terem também, “além das competências técnicas e científicas”, “um portefólio e um CV [currículo vitae] de responsabilidade social, que cada vez é mais valorizado pelas entidades empregadoras”, adquirindo “estas competências transversais de cidadania, de responsabilidade individual e coletiva na sociedade”.

“Estamos na linha da frente desta ideia da transformação social e de trazer competências transversais à nossa comunidade e em particular aos nossos estudantes”, reforçou.

Rui Pedrosa adiantou que o “Transforma Politécnico de Leiria” tem um sistema de confirmação das atividades realizadas pelos estudantes por parte das entidades que solicitam o voluntariado, gerando o CV de responsabilidade social.

“Vamos ter tão mais sucesso quantas mais ações que necessitam de voluntários sejam colocadas na plataforma. Por isso, convidámos vários municípios, o Centro Hospitalar de Leiria, organizações sociais e organizações não-governamentais, como a Amnistia Internacional e a Cruz Vermelha. Na verdade, quer as ações de voluntariado do Politécnico de Leiria, quer as ações da região, vão ser fundamentais para alimentar a própria plataforma”, sublinhou.

Na apresentação do projeto, Rui Pedrosa disse que acredita “num modelo de ensino superior que vai muito além da dimensão técnica e científica”, assegurando que “esta plataforma está em linha com a transformação do ensino superior que está a acontecer no mundo”, lê-se numa nota de imprensa.

A “Politécnico de Leiria Transforma” estará disponível online no início do próximo ano letivo e pretende reunir ofertas de voluntariado e iniciativas de inovação social, promovendo a participação dos estudantes e a sua intervenção cívica.

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é assinante, entre com a sua conta. Entrar

Deixar um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Artigos relacionados

Subscreva!

Newsletters RL

Saber mais

Ao subscrever está a indicar que leu e compreendeu a nossa Política de Privacidade e Termos de uso.

Artigos de opinião relacionados