profanação de cadáver

Tribunal de Leiria condena a oito anos de internamento mulher que viveu seis meses com o pai morto

A mulher de 62 anos foi condenada pelos crimes de profanação de cadáver do pai e burla tributária.

Pergunta da semana

O Estado deve zelar pelas condições em que são contratados e integrados os trabalhadores agrícolas temporários?

Responder agora

Subscreva!

Newsletters RL

Saber mais

Ao subscrever está a indicar que leu e compreendeu a nossa Política de Privacidade e Termos de uso.