A marca de um arquitecto suíço está por toda a parte em Leiria. Metade dos 400 projectos de Ernesto Korrodi (1889-1944) em Portugal estão no concelho e é esse património e essa memória que a historiadora Genoveva Oliveira luta por divulgar e preservar com a Rota de Arquitectura Korrodi.

O “dedo” de Korrodi pai – o filho também tem obra em Leiria – está no polémico projecto de remodelação do castelo, nas primeiras obras de reconversão do antigo Mercado de Sant’Ana, na ampliação da Moagem Leiriense.

Também construções marcantes, como o Edifício Zúquete, a premiada Vila Hortênsia ou a Câmara Municipal, foram pensadas de raiz pelo suíço de nascimento, que chegou a Portugal com 18 anos e cá morreu.

A Rota de Arquitectura Korrodi pretende revelar todos esses projectos e as suas variadas influências, bem como o seu papel na transformação da paisagem urbana. Contribuir e promover a preservação e valorização dos edifícios são outras ideias do projecto.

Para inscrições e pedido de visitas à rota, contactar genovevaoliveira@gmail.com.

(texto adaptado do original, publicado no REGIÃO DE LEIRIA a 09-06-2005)