Assinar
Sociedade

Divulgar os diversos “rosto(s)” da fé

Actividades culturais, espirituais e lúdicas fazem parte do vasto leque de iniciativas que a “Festa da Fé: Rosto(s) da Igreja Diocesana” vai oferecer aos leirienses nos dias 21, 22 e 23 de Maio, no centro da cidade de Leiria.

Actividades culturais, espirituais e lúdicas fazem parte do vasto leque de iniciativas que a “Festa da Fé: Rosto(s) da Igreja Diocesana” vai oferecer aos leirienses nos dias 21, 22 e 23 de Maio, no centro da cidade de Leiria.

Segundo o bispo da diocese Leiria-Fátima, António Marto, esta iniciativa visa para além do encontro, alegria e festa promover a fraternidade, ou seja, algo “essencial a uma sociedade fragmentada, individualista e materialista”, como a actual. Neste sentido fomenta “actividades de ordem cultural, espiritual e lúdica para todas as idades”.

Com o objectivo de “dar a conhecer a Igreja”, esta “mini-expo” pretende revelar ainda a história da diocese Leiria-Fátima, para a qual conta com a participação do Arquivo Histórico Distrital de Leiria. Conforme Acácio Sousa, director do arquivo, “em termos documentais há lacunas”, mas com base noutros registos, como dados do Jornal o Mensageiro, é possível exibir um retrato de uma “uma época e de todo o movimento da religião da Diocese em 1918”.

Entusiasmado com a acção, Raul Castro, presidente da Câmara Municipal de Leiria (CML), frisou que a “Festa da Fé: Rosto(s) da Igreja Diocesana”, ao coincidir com o dia da cidade a 22 de Maio, “é uma forma de podermos comemorar bem o dia da cidade”. Sem objectivos comerciais intrínsecos à festa, o Padre Cristiano Saraiva, membro da comissão organizadora, avançou que a iniciativa conta com 14 espaços de exposições, cinco barraquinhas de restauração sendo que o programa se reparte por espaços como a Praça Paulo VI, Igreja do Espírito Santo, Sé de Leiria, Teatro José Lúcio da Silva, Teatro Miguel Franco, Igreja de Santo Agostinho e por diversas ruas da cidade. Tendo em conta os locais, Raul Castro sublinhou o possível “corte de ruas”, medida que será previamente anunciada.

Orçamentada em 15 mil euros, a Festa da Fé: Rosto(s) da Igreja Diocesana” é uma acção conjunta com a CML. Caracterizada como “uma iniciativa única das dioceses do país”, o bispo António Marto confessou o desejo de “geminar um encontro nacional em Fátima”.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.